8 de junho de 2013 às 07h55min - Por Mário Flávio

O Sismuc promoveu na tarde desta sexta-feira, 07, uma nova Assembleia Geral Extraordinária com os Servidores Públicos da Rede Municipal de Ensino. De acordo com o Secretário Executivo do Sismuc, Carlos Amaral “Carlão”, a secretaria de Educação enviou ofício comunicando a decisão da prefeitura quanto às reivindicações feitas pela categoria na última reunião da mesa de negociação. “Houve apenas um ponto em quê avançamos, que foi o aumento de 10% para 15% na gratificação por titulação no caso, especialização, já para as gratificações referentes ao mestrado e doutorado, permaneceram os 20% e 30%. No demais, precisamos de mais clareza, mais negociação e avanço por parte do Executivo Municipal”, apontou Carlão.

O presidente da Atec, Fred Santiago, é mais otimista que o secretário Carlão. Segundo o docente, os três pontos iniciais estão com um bom encaminhamento, mas o entrave é mesmo a questão da gratificação de regência. “Nesse ponto não houve avanço, estamos cedendo e não realizamos nenhum protesto nos últimos dias. Hoje parte dos professores queria voltar as ruas, mas por votação, decidimos evitar. Vamos tentar mais uma rodada na mesa de negociação e se não tivemos resultados, vamos voltar ao front e fazer atos durante os fins de semana de junho e uma grande mobilização na véspera de São João”, promete.

O presidente do Sismuc, Eduardo Mendonça, explicou os próximos passos da categoria. “Ao fim, a categoria decidiu por unanimidade em realizar uma nova assembleia no dia 19, véspera do encerramento do semestre letivo. Os docentes vão aguardar até lá algum avanço nas negociações por parte da prefeitura e novidades em relação ao poder judiciário”, disse.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro