22 de junho de 2017 às 07h33min - Por Mário Flávio

CRÉDITO: AGÊNCIA SENADO

O líder da minoria no Senado, Humberto Costa (PT-PE), um dia depois as alegações finais da defesa do ex-presidente Lula terem sido entregues ao juiz Sérgio Moro, voltou a negar que o “tríplex” do Guarujá (SP) seja de propriedade do ex-presidente da República.

Segundo ele, até hoje nada foi provado contra o ex-presidente da República, vítima se uma “caçada midiática” visando a impedi-lo da se candidatar novamente no próximo ano.

“Dia a dia vão caindo, uma a uma, as alegações forjadas que lhe imputam”, disse o senador pernambucano, para quem os procuradores de Curitiba não foram capazes de, até agora, apresentar uma só prova que desabone a conduta do ex-presidente da República.

“Basta observar esse ridículo caso do apartamento no Guarujá, que serviu apenas para mostrar ao Brasil que a palavra ‘tríplex’ é acentuada”, ironizou.

“Construiu-se uma torta argumentação para atribuir a propriedade do imóvel ao presidente e, ao final, vê-se que tudo não passou de uma grande obra de amadorismo jurídico”, acrescentou.

Segundo o advogado Cristiano Zanin, que defende o petista, o “tríplex” jamais poderia ser dele porque, desde 2010, quando Lula ainda era presidente da República, o imóvel tinha seus direitos econômicos vinculados a um fundo de investimentos controlado pela Caixa Econômica Federal.

“Ou seja, a empreiteira jamais poderia fazer qualquer movimentação relativa ao imóvel, sem a autorização e o devido pagamento à Caixa”, assinalou.

“A vontade de condenar Lula era tão grande que os membros do Ministério Público em Curitiba esqueceram de uma regra básica atinente ao cargo que ocupam: investigação”, disse o senador.

“Tivessem tido um ânimo mais jurídico e menos político, iriam descobrir, sem muito esforço, um documento chamado Cessão Fiduciária de Direitos Creditórios, firmado pela OAS com a Caixa, por meio do qual a empreiteira cedeu 100% dos direitos econômicos do tríplex para um fundo de investimentos administrado por aquele banco estatal”, declarou.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro