17 de dezembro de 2015 às 06h57min - Por Mário Flávio

Humberto Costa no Senado

O senador Humberto Costa (PT-PE) surpreendeu seus colegas nesta quarta-feira (16) ao solicitar uma “questão de ordem” ao presidente Renan Calheiros para informar, em primeira mão, que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, havia solicitado ao STF o afastamento do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), do cargo de deputado federal e, consequentemente, das funções de presidência da Casa.

O pedido foi protocolado no gabinete do ministro Teori Zavascki, relator na Suprema Cortes de todos os processos relativos à Operação Lava Jato.

Em seu requerimento, Janot relaciona uma série de atos praticados pelo presidente da Câmara em que fez uso do cargo para tentar livrar-se do processo no Conselho de Ética.

“Eduardo Cunha tem adotado, há muito, posicionamentos absolutamente incompatíveis com o devido processo legal, valendo-se de sua prerrogativa de presidente da Câmara dos Deputados unicamente com o propósito de autoproteção mediante ações espúrias para evitar a apuração de sua condutas, tanto na esfera penal como na esfera política”, diz o requerimento de Janot, que tem183 laudas.

Segundo ele, o objetivo do afastamento é garantir a ordem pública e o “regular andamento da instrução e aplicação da lei penal”.

Quarta-feira da semana passada, em discurso na Câmara Federal, o deputado Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) estranhou o silêncio do Ministério Público Federal em relação ao comportamento de Eduardo Cunha.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro