28 de fevereiro de 2020 às 08h24min - Por Mário Flávio

As recentes manifestações do presidente Jair Bolsonaro contra o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal (STF) devem suscitar uma ação conjunta da oposição e de entidades da sociedade civil. A avaliação é do senador Humberto Costa (PT-PE), que deve se reunir com lideranças de diversos partidos políticos, na próxima segunda-feira (2), em Brasília, para tratar do assunto

“Não podemos achar normal a atitude de Bolsonaro de apregoar o enfrentamento ao Congresso Nacional e ao Supremo, para logo em seguida ele tentar minimizar a atitude. Não podemos aceitar que isso aconteça de novo. Ele cometeu um crime de responsabilidade e como tal o assunto deve ser tratado. Os partidos da oposição e a sociedade civil devem sentar e decidir o que fazer diante de mais essa agressão à democracia perpetrada por quem deveria ser o principal defensor das liberdades no nosso país”, afirmou o senador.

Humberto ainda elogiou o posicionamento do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que pediu ao presidente da República “respeito às instituições” e cobrou ação semelhante do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP). “O presidente do Senado até o momento não externou a sua opinião e isso nos preocupa. Acima de tudo, de qualquer diferença política, temos que defender a Constituição e condenar os repetidos ataques que tem sido feitos por Bolsonaro contra a democracia, a liberdade de imprensa e contra jornalistas individualmente”, disse.

O senador também reforçou a necessidade de mobilização nas ruas contra a política de desmontes do governo e os frequentes ataques do presidente às instituições. “Precisamos estar fortes e unidos para defender a democracia e temos que demonstrar a insatisfação do povo brasileiro com essas atitudes do presidente na rua”, declarou. O senador lembrou que no Brasil todo estão sendo planejados atos contra o governo para o próximo mês de março. 


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro