18 de dezembro de 2015 às 09h19min - Por Mário Flávio

hmv

O governo de Pernambuco divulgou, nesta semana, um novo boletim com casos notificados de microcefalia no Estado. Caruaru já tem 25 em investigação. O Hospital Mestre Vitalino e FUSAN serão referências para o atendimento dos bebês e das mães, respectivamente, que tenham suspeita da enfermidade.
O HMV atenderá a população infantil da 4ª e 5ª Região de Saúde que compreendem 53 municípios. A Central de Regulação de Leitos do Estado já está encaminhando os bebês para a unidade. Nesta semana, foram atendidas seis crianças cuja avaliação não foi positiva para microcefalia.

Serão ofertadas pela Central de Regulação 25 vagas, por semana, e os atendimentos no HMV ocorrerão todas as terças-feiras. Os bebês passarão por avaliação especializada com neuropediatras e farão exames de tomografia computadorizada. Em breve, assim que o Estado sinalizar, serão realizados exames de LCR que complementa o diagnóstico em busca de possíveis patologias neurológicas. Esses exames serão enviados para o LACEM-PE (Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco) para efetivação da sorologia.

Com a confirmação da microcefalia, os bebês deverão ser acompanhados por uma equipe multiprofissional do HMV e também pela rede de saúde do município de origem do paciente. “O bebê que for diagnosticado com microcefalia volta ao acompanhamento no hospital. Futuramente, nós teremos o poder de ofertar a fisioterapia. Em quanto isso, os municípios deverão absorver alguns serviços que essas crianças necessitarem”, esclareceu Maria Paula Martins, uma das coordenadoras do setor de neurologia e neuropediatria do HMV.

Maria Paula também afirmou que a unidade está preparada para receber a demanda das duas Regiões de Saúde. “Por enquanto, esse quantitativo de consultas semanais é satisfatório. No futuro, se houver necessidade, existe a possibilidade de aumentar a oferta.”, destacou.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro