24 de fevereiro de 2020 às 08h37min - Por Mário Flávio

Do Antagonista

O Estadão divulgou um balanço, feito pelo Dieese, das greves em 2019.

O número de paralisações — no serviço público e na iniciativa privada — caiu 23% na comparação com o ano anterior.

O levantamento mostra também que, após crescimento constante entre 2009 e 2016, as greves perderam força nos últimos três anos.

O jornal diz que “vários foram os fatores responsáveis por essas mudanças”.

Nós sabemos que o principal deles foi a reforma trabalhista, que secou os cofres das centrais sindicais.

“Como essas entidades tiveram de ajustar seus orçamentos para se adaptar à reforma trabalhista de 2017, que suprimiu parte de suas principais fontes de financiamento, o volume de recursos que repassavam para os pequenos sindicatos foi reduzido drasticamente.”


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro