8 de outubro de 2017 às 21h55min - Por Mário Flávio

img_0921.jpg

O governador Paulo Câmara reuniu o secretariado no Palácio do Campo das Princesas, para avaliar os 2 anos e 9 meses de gestão e traçar as diretrizes para seu último ano de governo.

Coube ao secretário de Planejamento e Gestão, Márcio Stefanni, apresentar para os próprios secretários os dados referentes a cada secretaria.

A área de “segurança” continua sendo o “calo” do governo, mas o secretário apresentou dados animadores no que toca ao combate à violência.

Exemplos:

⦁ Aumento do efetivo em 15% a um custo de R$ 140 milhões por ano com a contratação de 4.500 novos policiais, sendo mais de 2.800 policiais militares (1.500 já estão nas ruas e 1.322 estão em formação) e outros 1.283 para as Polícias Civil e Científica.
⦁ Instituição de concurso público todos os anos para a contratação de 500 novos PMs;
⦁ Renovação e ampliação da frota com a entrega de 1.800 novas viaturas e 230 novas motocicletas.
⦁ Criação do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), do Batalhão Especializado de Policiamento do Interior (BEPI) e do Batalhão Integrado Especializado (BIESPE), que atuará em Caruaru e região.

Na área de educação, segundo ele, os avanços obtidos foram os seguintes:

⦁ Aumento da nota do IDEBE de 3,9 para 4,1, consolidando Pernambuco como a melhor educação pública do Brasil.
⦁ Redução de 3,5% para 1,7% da taxa de abandono escolar, deixando o Estado com a escola mais atrativa do país.
⦁ Contratação de 2.677 novos professores
⦁ Construção de 200 quadras cobertas pelo programa Quadra Viva.
⦁ Entrega de 7.329 bolsas de pesquisa pela Facepe.
⦁ Passe Livre para 260 mil alunos da rede estadual e cotistas da UPE.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro