Gilson Machado se consolida como líder do bolsonarismo em Pernambuco

Mário Flávio - 11.10.2022 às 11:48h

Com 1 milhão e 320 mil votos, Gilson Machado (PL) se consolida como o líder do bolsonarismo em Pernambuco. A votação expressiva para o cargo de Senador seria suficiente para garantir sua ida ao segundo turno na disputa ao Governo do Estado, considerando a superioridade em números em relação as candidatas Marília Arraes, que obteve 1.175.651 votos, e Raquel Lyra, com 1.009.556 votos.

O ex-ministro do Turismo superou, ainda, com mais de 430 mil votos de diferença, o candidato ao governo de seu partido, Anderson Ferreira, que conseguiu 890.220 votos.

Durante toda campanha, Gilson Machado percorreu o estado com aliados ressaltando os valores pregados pelo presidente Bolsonaro: Deus, Pátria, família e liberdade. E assim ajudou a eleger importantes representantes na Câmara dos Deputados, como o Pastor Eurico (100.811 votos), Coronel Meira (78.941 votos) e Fernando Rodolfo (60.088 votos); além do Coronel Feitosa (146.847 votos), Renato Antunes (46.226 votos), Abimael Santos (43.530 votos), Joel da Harpa (35.938 votos) e Nino de Enoque (24.851 votos) para a Assembleia Legislativa de Pernambuco, todos do Partido Liberal.

Com o fortalecimento de seu nome no estado após as eleições, Gilson Machado se tornou importante referência de Bolsonaro no Nordeste e será o responsável por coordenar a campanha para o segundo turno das eleições do presidente em Pernambuco. A nova missão ressalta o quanto seu empenho nas últimas semanas foram fundamentais para firmar o bolsonarismo no estado e abre portas para um futuro promissor na política.