20 de abril de 2013 às 11h25min - Por Mário Flávio

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, pediu ontem explicações à Câmara dos Deputados sobre a votação, em regime de urgência, do projeto que limita os direitos de novos partidos ao Fundo Partidário e ao tempo de propaganda eleitoral no rádio e na TV. Há duas semanas, os deputados tentam votar o projeto e o texto-base foi aprovado na noite da última quarta-feira, mas ainda existem destaques ao texto a serem apreciados.

Gilmar é o relator do mandado de segurança apresentado pelo presidente da Força Sindical, deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), contra a votação. Paulinho da Força, como é conhecido, será prejudicado se o projeto for aprovado porque coleta assinaturas para a criação de um novo partido, o Solidariedade. O mandado tem pedido de liminar, para tentar suspender a votação.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro