10 de janeiro de 2017 às 20h23min - Por Mário Flávio


A prefeita de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB), emitiu nota sobre a recomendação do Ministério Público para enxugar em mais de 5 mil contratos temporários herdados da gestão do antecessor, José Queiroz (PDT). De acordo com o texto enviado pela secretaria de imprensa da prefeitura, um estudo vai ser feito para avaliar a situação de cada comissionado. Segue a íntegra do texto. 

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Prefeitura Municipal de Caruaru informa que ainda não recebeu notificação do Ministério Público de Pernambuco sobre rescisão de contratos temporários. A Prefeitura também esclarece que, desde o dia 05 de janeiro, foi determinada, através de decreto, a criação de um Grupo de Trabalho composto por representantes das Secretarias Municipais de Administração, Fazenda, Governo, Planejamento, Controladoria e da Procuradoria Geral do Município para levantar os contratos temporários vigentes, avaliar, rever e propor, no prazo de 90 dias, critérios e regulamentação para os referidos contratos temporários no serviço público municipal.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro