Freire: Lula errou ao não dizer o que pensa e deve expor ideias no 2º turno

Jorge Brandão - 05.10.2022 às 19:24h
Foto: Reprodução/Internet

O partido Cidadania manifestou apoio a Lula (PT) no segundo turno da eleição presidencial, mas o presidente da sigla, Roberto Freire, cobrou um esclarecimento do petista. Em participação no UOL News dessa quarta-feira (5), ele ressaltou que é importante Lula detalhar o próprio plano de governo.

“Lula tem que entender que nosso apoio será mais consistente, com maior eficiência, se ele começar a fazer aquilo que deveria fazer aquilo que já deveria ter feito há algum tempo: Dizer aos país o que está pensando. Acredito que ele terá consciência de fazer essa reflexão e analisar que não pode ganhar uma eleição em 2º turno e fazer tudo que pensava no 1º turno, com visão hegemonista, característica proverbial do PT. Vamos ver se agora, quando precisa de apoio do que chama de centro democrático, vamos ver se ele vai ser capaz disso. Acredito que sim”, apostou Freire.

O presidente do Cidadania listou alguns pontos que espera saber de Lula. “Foi um grave erro no 1º turno ele não entregar à sociedade minimamente o que ele pensa da crise econômica, da crise política, o que ele imagina para o Brasil no século 21 e todos problemas que essa nova economia verde traz para um país que se atrasou muito nesse processo”.

Freire também contou que a decisão de apoiar Lula foi praticamente consensual dentro do Cidadania. “Não foi uma decisão pessoal, foi uma decisão partidária. Foi muito consensual. Tivemos alguns que ponderaram que talvez fosse melhor a neutralidade. Disse que isso pode ser importante para o PSDB, nosso parceiro na federação. Mas para nós, Cidadania, era importante definir isso. Até porque, pela notícia que a gente tem, temos uma presidente chamando o adversário político de inimigo da pátria. Nenhum adversário pode ser tratado como inimigo da pátria. É uma forçação de barra e deve ter resposta dos verdadeiros democratas. Não existe inimigo da pátria em uma democracia”, opinou Freire.