15 de agosto de 2012 às 08h27min - Por Mário Flávio

Em entrevista na Rádio Cultura do Nordeste, durante o programa Repórter Cururu nesta quarta (15), o candidato a prefeito em Caruaru, Fábio José (PSOL), pela coligação Caruaru pode Mais, seguiu uma estratégia diferente de seus adversários Zé Queiroz e Miriam Lacerda, no que se refere a propor uma solução para a reordenação da Feria da Sulanca. A proposta do PSOL é direta: tirar a feira do centro e estabelecê-la às margens da BR 104.

No contexto

Em reunião com Sindloja, Fábio José propõe criação de centro gastronômico ou cultural na Feira da Sulanca

“Inicialmente, nós havíamos elaborado um estudo técnico e avaliamos que a Feira da Sulanca não deveria sair de onde está, porém nós fizemos uma estimativa dos gastos para reorganizar a feira no terreno da Fundac, próximo ao Sesc como um Centro de Compras ficaria muito caro, na faixa de R$ 250 milhões, e não seria possível viabilizar uma parceria com os feirantes nem com os lojistas do Centro. Por isso, concluímos que a melhor opção é transferir a feira para o entroncamento das BR 232 e BR 104, em um local onde já há terraplanagem, reduzindo os custos para preparação do terreno, além do fato de que a localização na BR seria estratégica para quem passa por Caruaru”, justificou o candidato.

Fábio diz que as proximidades de localização das duas rodovias seria uma opção viável e próxima para a população. Além disso, o candidato também havia proposto o desenvolvimento de um centro gastronômico ou cultural para a atual localização da Feira da Sulanca. Ou ainda, transferir o centro administrativo municipal para o Parque 18 de Maio.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro