30 de março de 2012 às 09h53min - Por Mário Flávio

Em Caruaru, Fábio Silva faz parte de um partido nanico nacionalmente, o PSOL, e está organizando um encontro nível Agreste em Caruaru com as cidades da região e seus pré-candidatos, a fim ganhar musculatura para sua pré-candidatura própria a prefeito do município. Pelo menos, desse já sabemos que manterá a pré-candidatura. Diferente das situações do presidente da Câmara Municipal, Lícius Cavalcanti (PCdoB), e do vereador Diogo Cantarelli (PSDB), que ainda vinham sinalizando a possibilidade de possíveis candidaturas independentes, mas ainda tentam driblar, ou conquistar, a influência de seus próprios partidos em nível estadual, para realmente demonstrarem autonomia.

E o pré-candidato do PSOL diz que em 2008, quando tentou lançar candidatura a prefeito pela primeira vez, passou pela mesma experiência do comunista e do tucano. “Não acredito nas outras candidaturas por ex do Diogo e do Licius eu agradeço, mas não por eles, e sim pelos partidos que no fim vão ceder à pressão politica, que é natural. Acredito sim que os amigos Lícius e Diogo tivessem total independência em Caruaru, seriam de fato candidatos, mas sempre houve intervenção de cima pra baixo e acho que dessa vez nao será diferente da que eu fui vitima em 2008”, cita o pré-candidato, que no passado não teve escolhe, a não ser ceder ao rolo compressor da Frente Popular.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro