15 de novembro de 2013 às 09h55min - Por Mário Flávio

20131115-092802.jpg

O vereador Evandro Silva (PMDB) é conhecido por não ter medo de fazer colocações polêmicas na tribuna. Mais uma vez ele surpreendeu a todos na sessão de ontem a noite. Após o presidente da Casa, vereador Leonardo Chaves (PSD), liberar a fala de Gleison Rodrigues, para que o mesmo usasse a tribuna por 10 minutos, o peemedebista se referiu ao Golpe Militar de 1964. Para ele, a revolução só ocorreu porque algumas facções da política queriam implantar uma ditadura de esquerda no Brasil, numa situação, segundo ele, parecida com Cuba.

No uso da fala o vereador disse que foi a favor da decisão dos militares e que no ano que vem, quando completam-se 50 anos do golpe, ele vai pedir a instalação de uma sessão Solene para lembrar a data. “Existe uma banda podre na esquerda e por isso que houve o golpe de 1964. Queriam se juntar para criar uma ditadura de esquerda e os militares não aceitaram, por isso que houve o golpe, mas os militares não tinham a intenção de permanecer no poder. No ano que vem, vou pedir para comemorar a data”, disse.

A situação gerou risos, cochichos e espanto para alguns. No entanto, nenhum vereador usou a Tribuna para questionar o colega de Casa. Nos corredores alguns edis afirmaram que iriam votar contra a ideia.

VISÃO DO BLOG – Mesmo sem concordar com Evandro, já que nenhum tipo de ditadura é boa, temos que respeitar a opinião dele, afinal vivemos numa democracia e ele é um dos poucos que têm a coragem de emitir esse tipo de opinião.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro