20 de abril de 2013 às 09h55min - Por Mário Flávio

20130420-100328.jpg

O vereador Evandro Silva (PMDB) é conhecido pela personalidade forte. Aliado histórico do grupo liderado pelo deputado estadual Tony Gel (DEM), ele disse que tem orgulho de representar a direita em Caruaru. Para ele, os maiores marcos de modernidade e progressismo atualmente se devem aos governos de direita e situação similar ocorre no Brasil, já que segundo ele, as grandes mudanças recentes no país se devem aos governos de FHC.

“Todas as transformações recentes desse país se devem a direita, aliás, não só aqui, mas no mundo, veja a questão da livre iniciativa e do livre mercado, liberdade de ir e vir, de comprar e vender, a segurança nos contratos, nos países de direita a liberdade é fator primordial. No entanto não é o que vemos com a esquerda, quando a maioria dos governos se tornam ditaduras”, disparou o edil.

O vice-líder da oposição na Câmara garantiu que a falta de gente que se diz da direita é um fenômeno provocado pelo momento eleitoral. “Infelizmente hoje existem políticos que querem agradar ao povo, principalmente com falas promessas. Eu primeiro me amo, segundo me amo e terceiro me amo… E digo o que penso e minha verdade é ser da direita. Mas hoje só existe distribuição de renda nesse governo que se diz de esquerda, porque houve um Fernando Henrique que fez um trabalho enorme para equilibrar as finanças do Brasil, principalmente acabando com a inflação, coisa que está voltando com a presidenta Dilma e com o PT do Mensalão. Antes, na época da ditadura, diziam que a inflação era causada pelo preço do chuchu e hoje é por causa do tomate, que por ser vermelho, deve ser uma homenagem a eles”, disse.

Sobre a questão de Caruaru, o peemedebista garantiu que o governo de Tony Gel foi o mais progressista da recente história política da Capital do Agreste. “Realmente, o ex-prefeito Tony Gel deve ser um conservador… Ele conseguiu a maior obra do século para Caruaru, que foi a Barragem de Jucazinho. Aí eu pergunto a você: qual a obra que o deputado daqui, o progressista Wolney, faz? É essa pista que preta que passa aí? Resto de petróleo que a Petrobras precisa vender? O que é ser progressista? É esse governo que tira diretos de professores? Se fazer uma obra feito Jucazinho é ser conservador, serei sempre”, ironizou.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro