9 de março de 2014 às 11h49min - Por Mário Flávio

Do Estado de São Paulo

Em pronunciamento feito no sábado, em cadeia nacional de rádio e TV pelo Dia Internacional da Mulher, a presidente Dilma Rousseff afirmou que “a mulher é a nova força que move o Brasil”, mas que muitas barreiras ainda precisam ser rompidas para diminuir as desigualdades entre os gêneros e garantir mais direito e mais autonomia às brasileiras de todas as classes sociais.

A presidente disse que é preciso garantir salário igual para mulheres e homens na mesma função. Que é preciso combater sem tréguas a violência que recai sobre as mulheres e diminuir a burocracia e os impostos para que as empresas, lideradas por mulheres, sejam ainda mais numerosas. “É preciso que muito mais mulheres ocupem o topo das decisões das empresas e das entidades representativas de toda natureza”, afirmou.

Ela disse ainda que é preciso garantir mais creches “para cortar a desigualdade pela raiz”, para dar às crianças pobres as mesmas oportunidades da classe média e facilitar o acesso de suas mães ao trabalho.

“Falo disso com a legitimidade da presidenta que ampliou as oportunidades para as mulheres e que, mesmo assim, sabe que é preciso fazer muito mais”, ressaltou. “Este é o século das oportunidades. Este é o século do Brasil. E este é, sem dúvida, o século das mulheres! A mulher é a nova força que move o Brasil. Com esta força e esta energia vamos construir um futuro cada vez melhor para as nossas famílias”, completou.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro