3 de maio de 2013 às 17h55min - Por Mário Flávio

A direção do Hospital Regional do Agreste (HRA) enviou nota em que esclarece os procedimentos tomados pela unidade para verificar denúncias de práticas de assédio moral.  Na última terça-feira (30), uma comissão composta por servidores do Hospital Regional do Agreste (HRA), se reuniu com José Bezerra, diretor da unidade, para pedir providências em relação aos casos de assédio que os profissionais de enfermagem estariam sofrendo do Gestor de Enfermagem José Rogério da Silva.
Durante a reunião o diretor se mostrou surpreso com o tema abordado que, segundo ele, não ter conhecimento de que fatos dessa natureza estejam acontecendo, por considerar o denunciando um profissional que seria incapaz de praticar tal atitude. A nota segue na íntegra abaixo.

No contexto

Gestor de Enfermagem do HRA é denunciado por praticar assédio moral

Nota de esclarecimento

A direção do Hospital Regional do Agreste (HRA) esclarece que recebeu, no último dia 30 de abril, de maneira cordial e respeitosa a comissão de representantes dos servidores da unidade. Todas as denúncias relatadas foram ouvidas e estão sendo apuradas. Ainda na ocasião, o diretor da unidade, José Bezerra, se colocou a disposição dos servidores da unidade para receber suas queixas e discutir a resolução com os envolvidos.

Sobre a questão dos Processos Administrativos Disciplinares, a direção informa que, segundo a Lei 6126/68 do Estatuto dos Servidores, é dever do gestor apurar os atos ilícitos que tenham sido cometidos por servidores, sob pena de ser investigado por prevaricação. Desse modo, após avaliação minuciosa, acompanhado de uma equipe técnica da Secretaria Estadual de Saúde (SES), foram abertos diversos processos administrativos, por problemas decorrentes do dia-a-dia no setor de Enfermagem.

Já a Gerência de Enfermagem esclarece que, desde que assumiu a função trabalha com qualidade e presta assistência segura e livre de danos ao paciente, que é o foco principal da unidade da saúde. Essa assistência vem sendo trabalhada com uma equipe de enfermeiros mestres e especialistas em gestão. A gerência informa, ainda, que não costuma utilizar o assédio moral como ferramenta de trabalho. Sobre a abertura de sindicância envolvendo alguns profissionais de Enfermagem, a gerência esclarece que os envolvidos já foram orientados e mesmo assim uma parte não cumpriu as legislações e normatizações do serviço.

Por fim, a direção e a Gerência de Enfermagem do HRA reforça que trabalha para garantir o bom atendimento a todos os usuários do SUS e se coloca à inteira disposição da imprensa caruaruense e dos servidores da unidade para outros esclarecimentos.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro