20 de dezembro de 2013 às 05h56min - Por Mário Flávio

Na primeira sessão após a prisão de 10 vereadores, o vereador Dr. Demóstenes (PSD), fez um discurso que chamou atenção de todos. Ele evitou falar diretamente sobre as prisões dos pares da Casa, mas pediu que uma nova postura seja adotada na Câmara de Caruaru. Segue abaixo a íntegra do discurso do vereador.

“Este ano de 2013 foi, para nós parlamentares, de uma importância inusitada. Acontecimentos, atitudes e movimentos no seio da sociedade nos apontaram novos horizontes, novos posicionamentos e novos compromissos. Decidida a mostrar a face desses novos tempos, a população de Caruaru, de Pernambuco e do Brasil foi às ruas, cobrando soluções imediatas para a garantia dos direitos básicos que lhe foram negados ao longo da nossa história.

Tudo isso nos leva a uma reflexão. Mudaram os tempos? Mudaram os comportamentos? Mudaram as exigências? Sim, caros colegas! A sociedade mudou! E certamente nunca mais voltará a ser como antes. Mas fiquem certos de que uma coisa não mudou, e com certeza permanecerá imutável para sempre, enquanto existir a democracia: Os parlamentos continuam a ser a mais perfeita e a mais verdadeira forma de representação da sociedade.

São exatamente nos parlamentos, sejam nacionais, estaduais ou municipais, que os ventos das mudanças sopram primeiro. São nos parlamentos que o eco das vozes que gritam nas ruas se escuta primeiro.
Faço esse pronunciamento com o objetivo simples e direto de lembrar a todos para a importância do nosso trabalho legislativo, da nossa ação parlamentar.

Nenhum Poder está mais próximo da população que o Legislativo. Principalmente o Legislativo Municipal. É, portanto, nesta Câmara de Vereadores que Caruaru discute, protesta, clama, reclama, solicita e se faz ouvir. É impossível chegar até a Presidenta da República e expor nossos pensamentos. É impensável um diálogo de um simples cidadão com o Governador do Estado. Posso dizer sem nenhum receio que é também muito difícil imaginar que o Prefeito de uma cidade grande possa estar disponível para ouvir o cidadão que busca uma solução imediata para sua comunidade.

Mas, tenho certeza Sra. e Srs. Vereadores, que nenhum de vós saiu hoje de casa ou do trabalho sem ter recebido um pedido, uma reclamação, uma opinião ou até mesmo um afago de um eleitor. É muito fácil chegar até um Vereador. É muito fácil para a imprensa entrevistar, criticar, elogiar e questionar um Vereador. Nós somos, com muito orgulho, a parte da classe política mais próxima do povo. Diante dessa realidade que nos orgulha e que nos faz os mais legítimos representantes da população, venho clamar a todos que honrem e zelem por essa representatividade que nos foi outorgada, legitimamente, pelo povo de Caruaru.

Não podemos deixar essa Casa Legislativa ser ridicularizada. Mas é certo que, ao longo deste ano, talvez pela vontade de acertar, de expor as idéias e de buscar o contraditório, por muitas vezes deixamos que isso viesse a acontecer. Devemos ter mais cuidado com o exercício do nosso mandato. Não podemos nos transformar em agentes de interesses do Poder Executivo ou da Oposição. Nosso compromisso deve ser único e exclusivamente com a população do nosso município.

Nossas opiniões, nossas propostas, nossas críticas e nossas decisões devem manter o mesmo diapasão com aquilo que discutimos e conversamos durante a campanha, nas ruas, nos palanques, nos encontros e nas reuniões com nossos eleitores. Nosso mandato não pode servir para criação de CPIs desnecessárias, voltadas apenas para alimentar as disputas partidárias e desmoralizar a classe política.
Nosso mandato não deve servir de combustível para calar as vozes legítimas da oposição, necessárias que são para a dialética da democracia. Da mesma forma, também não pode assumir a postura de um amplificador distorcido para as críticas irracionais de uma minoria que não aceita nem respeita os governantes que o povo escolheu livremente.

Convido então os nobres colegas para uma nova postura parlamentar. Uma postura sintonizada com as ruas e com os verdadeiros anseios da nossa população. Precisamos discutir problemas que afligem a nossa cidade e exigem ações e soluções imediatas.
Vamos discutir os destinos da nossa feira da sulanca, responsável maior pela nossa economia. Vamos trazer para esta discussão as demais cidades do Pólo de Confecções do Agreste. Precisamos ouvir os sulanqueiros, os compradores, a população e apontar para uma solução definitiva antes que o tempo e a demagogia levem nossa atividade econômica mais importante para caminhos obscuros.

Vamos discutir a questão da insegurança que tanto tem aumentado em nossa cidade. Precisamos de soluções simples, rápidas e definitivas que venham a reduzir os alarmantes índices de violência que estamos vivenciando.
Vamos discutir a questão da saúde, agora que estamos prestes a receber novas instalações hospitalares, que nos transformarão no destino natural de grande parte da população de Pernambuco. E nesse contexto ressalto com alegria a importância da volta do Hospital São Sebastião, uma das minhas principais lutas como parlamentar.

Vamos discutir a mobilidade urbana, pois nossa cidade precisa de uma nova estrutura viária capaz de comportar o alarmante número de veículos que transita diariamente em nossas ruas e avenidas. Chamo a atenção também para uma solução imediata dos transtornos causados pela duplicação da BR-104, dividindo a cidade em duas comunidades distintas entre si. Apelidada por alguns de “muro de Berlim”.

Vamos discutir a educação, com novas propostas como a eleição direta para os gestores das escolas, o décimo quarto salário para o professor, propostas também minhas, e tantos outros problemas levantados por esta casa e que se arrastam ao longo do tempo no setor educacional. Em síntese, vereadora e vereadores, vamos fazer valer o nosso mandato e devolver aos nossos eleitores o orgulho de se sentirem verdadeiramente representados nesta Casa Legislativa.

Quero ter a felicidade de ver essa Casa Legislativa discutindo os verdadeiros problemas de Caruaru. Afinal, nós compomos o nosso Parlamento Municipal. E, como já disse, o Parlamento é a mais perfeita e mais sublime representação da sociedade.
Estamos no final do ano de 2013. Ás vésperas de um ano importante com eleições para Presidente do Brasil e Governadores de Estado. A nossa responsabilidade é muito grande.
Concluo o meu discurso desejando a todos um Feliz Natal e um Ano Novo com as possibilidades de se construir uma nova cultura política para a cidade de Caruaru.

Muito Obrigado!
Vereador Demóstenes Veras”


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro