15 de agosto de 2018 às 15h50min - Por Mário Flávio

A Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) está percorrendo a Avenida Agamenon Magalhães, na região central de Caruaru, removendo redes de telecomunicações instaladas irregularmente. A ação verifica se as operadoras autorizadas pela concessionária estão instalando corretamente suas redes. Se a inspeção encontrar fios irregulares instalados por empresas não autorizadas, a retirada é imediata, visando garantir a segurança da população e afastar riscos à continuidade do fornecimento de energia elétrica.

Apenas no primeiro dia de ação, as equipes da concessionária já recolheram cerca de uma tonelada de fios não identificados e irregulares. Até a próxima sexta-feira (17), três equipes técnicas permanecem trabalhando ao longo da via, nos horários de 8h às 18h,  com o apoio da Autarquia Municipal de Defesa Social, Trânsito e Transportes (Destra) para desviar o tráfego das vias locais para o corredor de ônibus.

Nas próximas semanas, a ação deve percorrer ainda outros corredores viários de Caruaru.

Em função da retirada de fios, a Celpe orienta os usuários que eventualmente tenham os serviços de internet e TV a cabo interrompidos a procurarem seus provedores para obter esclarecimentos.  “As ações preventivas de ordenamento visam o cumprimento dos padrões técnicos exigidos pela Celpe aos provedores de internet, o que impacta diretamente na redução da poluição visual e garante que as normas de segurança estão sendo cumpridas. Trabalhamos com tolerância zero às instalações irregulares, e estamos intensificando as atividades de combate ao desvio de padrão na instalação de cabos de internet em nossos postes”, comenta Evandro Simões, gerente Operacional da Celpe.

Realizada na Região Metropolitana do Recife, a ação de ordenamento de fios de telefonia desenvolvida pela Celpe abrange também cidades do Agreste e Sertão do Estado. Anualmente, a Celpe direciona cerca de R$ 2 milhões para as operações de ordenamento de fiação instalada irregularmente por operadoras de telefonia e telecomunicações. A concessionária pernambucana vem realizando, desde 2015, uma ação pioneira no País para o reordenamento, com foco no cumprimento dos requisitos de segurança. Em 2017, equipes da companhia removeram mais de 15 toneladas de fios instalados irregularmente ou de forma clandestina em postes da concessionária. Neste ano, a empresa já recolheu mais de sete toneladas de fios irregulares.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro