28 de outubro de 2016 às 13h04min - Por Mário Flávio

urna

Neste sábado (29/10), véspera do segundo turno da eleição, a Comissão de Votação Paralela, presidida pelo juiz Gabriel de Oliveira Cavalcanti, realizará às 9 horas, na sala de Sessões do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco, o sorteio das urnas eletrônicas que serão utilizadas na Votação Paralela. Serão sorteadas uma urna de Recife, Olinda, Jaboatão do Guararapes e Caruaru. A comissão é formada por cinco membros, o juiz e quatro servidores: Luiz Renato Wanderley de Mesquita, da Corregedoria, Adriana Vasconcelos, da Secretaria Judiciária, Fernando Ramos, da Secretaria de Administração, e Ricardo Baudel, da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação.

A auditoria por votação paralela será realizada com o auxílio de uma Equipe de Apoio, composta por 32 servidores. A fiscalização dos trabalhos da Comissão, por parte do Ministério Público Eleitoral, está a cargo do Procurador Regional Eleitoral Substituto, Francisco Machado Teixeira.

A Votação Paralela é um procedimento realizado para demonstrar a confiabilidade das urnas eletrônicas. Nesse primeiro momento da auditoria são providenciadas as listas dos candidatos dos municípios, para que as cédulas necessárias à verificação das urnas, possam ser preenchidas pelos representantes dos partidos políticos presentes ou alunos de escolas convidadas.

As cédulas foram preenchidas no dia 18/10 por 38 alunos do Colégio Boa Viagem e na última terça-feira (25/10) por cerca de 55 alunos do Curso de Direito da Universo e foram depositadas em uma urna de lona, que é lacrada e transportada para um local seguro até o início da Votação Paralela. Os alunos também assistiram uma palestra proferida pelo assessor da Corregedoria, Orson Lemos, sobre a História das Eleições no Brasil e a exibição de um vídeo explicativo sobre a Votação Paralela.

O transporte das urnas sorteadas para o local onde será feita a auditoria é realizado por servidores, acompanhados por escolta policial, e fiscalizado por auditores independentes contratados pelo TSE. Os representantes dos partidos e das coligações que quiserem, também poderão participar da fiscalização.

Dia da Eleição

O segundo momento da Votação Paralela acontecerá no domingo (30/10), dia da Eleição, das 8 às 17 horas, no casarão anexo do TRE-PE, na Rui Barbosa. A auditoria é uma simulação da votação realizada nas urnas eletrônicas sorteadas e também no Sistema de Apoio à Votação Paralela (SAVP), instalado em computadores destinados a cada urna separadamente, através da digitação dos votos das cédulas preenchidas anteriormente.

Tudo é devidamente filmado e fiscalizado pelo representante do Ministério Público, por uma empresa de auditoria externa e por possíveis representantes dos partidos, coligações ou entidades que realizaram credenciamento com a Comissão.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro