9 de novembro de 2012 às 08h25min - Por Mário Flávio

Em visita nessa quinta, dia 08, a Caruaru, o governador Eduardo Campos (PSB) foi indagado sobre a Shacman e a Cemil, empresas que irão se instalar em Caruaru, mas ainda deixam dúvidas sobre o prazo para que as mesmas gerem emprego e renda para os caruaruenses e moradores da região. Sobre a Cemil o socialista foi sucinto. “Os donos da empresas estão em meio a uma negociação, mas logo a Cemil vai começar a funcionar em Caruaru”, disse.

No contexto

Eduardo diz que vai pedir a Dilma ações para melhorar situação dos avicultores em Pernambuco

Vale lembrar que a Cemil, que trabalha com produtos derivados do leite, foi anunciada ainda no primeiro governo de Eduardo, no ano de 2007, e a promessa era de revolucionar a bacia leiteira no Agreste. Sobre a fábrica de caminhões, o governador garantiu que nada foi mudado e que virá mesmo para Caruaru. “Sobre os chineses, está tudo certo e não há mudança nos planos, mas vocês precisam entender que a maneira que os orientais lidam com o tempo é diferente da nossa, mas logo Caruaru vai receber essa indústria”, pontuou.

Eduardo ainda foi questionado sobre os benefícios que a Copa do Mundo e a Copa das Confederações podem trazer Caruaru. Ele garantiu que a cidade está inserida num planejamento para que as pessoas daqui sejam beneficiadas e citou o potencial de Caruaru na cultura e turismo. “Os benefícios vão ter um impacto para deixar um legado para Pernambuco, situação que outros estados não conseguiram. Devido a Caruaru ser uma cidade pujante e por toda a importância que tem, vai ser beneficiada diretamente pela Copa. A cidade pode receber seleções, turistas e trazer muitos benefícios para essa cidade, que tem vocação para o turismo. A cidade tem aeroporto e isso facilita muito. Estamos muito felizes pela confirmação de Recife como sede da Copa das Confederações. Hoje, temos a obra mais acelerada do Brasil e isso e fruto do trabalho. Quero agradecer a todos da minha equipe pela conquista e também aos que torceram contra, só me deram fôlego para agilizar essa obra”, pontuou.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro