2 de julho de 2013 às 19h40min - Por Mário Flávio

20130702-194531.jpg

O governador Eduardo Campos (PSB) afirmou durante a entrevista coletiva nesta terça-feira (2), na sede Provisória do Governo, no Centro de Convenções, que não há consenso no PSB quanto ao financiamento público e o sistema eleitoral (voto distrital). Dois assuntos, na opinião do socialista, não devem ser pauta de plebiscito. “O fim do voto secreto deve ser votado já, não faz o menor sentido debater isso com a sociedade, que há tempos clama por essa situação. Também temos a questão das coligações proporcionais. O eleitor muitas vezes vota numa posição e acaba elegendo outra. As coligações só fortalecem aos partidos, esse outro tema também deve ser votado imediatamente”, disse.

“Discutimos por mais de sete horas e as colocações são as mais diversas. Há quem defenda o sistema como está hoje, achando que ele pode ser aperfeiçoado. E há aqueles que defendem outro tipo de sistema e de financiamento. Infelizmente, o partido não tirou uma posição ainda”, relevou o governador, que apresentou um documento que contém o posicionamento sobre todas essas manifestações e a respeito da Reforma Política.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro