11 de janeiro de 2021 às 10h55min - Por Mário Flávio

O fim de semana foi marcado pelo anúncio do executivo americano Mark Zuckerberg que as contas do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, no Facebook e no Instagram ficarão bloqueadas por tempo indeterminado. No twitter também houve o bloqueio.

A repercussão foi enorme e por mais que o argumento seja entendível, a situação beira o absurdo, já que no mundo inteiro temos casos iguais ou até piores que o do presidente norte-americano. O pau que bate em Chico deve ser o mesmo que bate em Francisco.

Trump exagerou? Sim e muito, a ponto dos apoiadores dele invadirem o Congresso dos Estados Unidos, mas no mundo existem outros influenciadores que precisam ser monitorados e passar observação, já que prestam um desserviço a comunicação e influenciam de forma negativa a muita gente.

Um exemplo claro disso é a situação das vacinas. A quantidade de fakenews espalhadas promovem medo nas pessoas e a única saída dessa situação do coronavírus acaba sendo colocada em xeque. Isso precisa parar de alguma forma a punição de quem tem milhões de seguidores por ser o caminho.

No entanto, mais uma vez fica o alerta: que não se puna apenas quem Zuckerberg pense diferente, mas que seja abrangente e possa atingir a todos que de alguma maneira promovam mentiras e a cultura de ódio por meio das redes sociais.

Pode…

Muita gente perguntando os motivos de Zuckerberg suspender as contas e se ele poderia fazer isso. Claro que pode, afinal as redes sociais são empresas privadas e ao entrar em cada uma delas, nós concordamos com alguns termos, mesmo que a maioria não leia.

…Os termos

Nesses termos, está devidamente claro o que pode e o que não pode. Principalmente sobre as questões que envolvem cultura de ódio e propagação de mentiras. Para o dono do facebook o presidente dos EUA vinha fazendo os dois.

Temporariamente…

Segundo o fundador e CEO da rede social, o bloqueio imposto nas contas do Facebook e Instagram será mantido “por pelo menos as duas próximas duas semanas, até que a transição pacífica de poder seja completa”. A situação revoltou aliados de Trump e chamam a decisão de censura.

…Punição

O Twitter apagou neste domingo a postagem feita pelo jornalista Ricardo Noblat que cita a possibilidade de suicídio do presidente Jair Bolsonaro. A empresa considerou que a publicação violava as regras de uso da rede social.

O que escreveu?

Em seu post, Noblat reproduziu o seguinte trecho da coluna “Saída para Trump: matar-se”, de Ruy Castro: “Se Trump optar pelo suicídio, Bolsonaro deveria imitá-lo. Mas para que esperar pela derrota na eleição? Por que não fazer isso hoje, já, agora, neste momento.”

Ironizou

Após a decisão da exclusão do twitter o jornalista ironizou e comemorou o aumento no número de seguidores por lá. Segundo ele, após a polêmica, mais de 600 novos seguidores na conta dele no twitter e disse que não houve erro, mas apenas uma questão de interpretação.

Rede social não é terra de ninguém…

As pessoas e personalidades precisam entender de uma vez por todas que a rede social precisa de um limite. Você achar que pode ofender, propagar ódio, mentir, com o argumento de liberdade de expressão? Não pode! A sociedade não suporta mais.

…Processos

Com esse argumento de liberdade de expressão e ataques dos mais diversos a quantidade de processos aumentou e muita gente foi condenada. Tomara que as pessoas aprendam e entendam que não existe essa de terra de ninguém e isso não é censura.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro