20 de setembro de 2012 às 11h22min - Por Mário Flávio

20120920-112147.jpg

A solicitação do vereador Dr. Demóstenes (PSD), solicitando um Parque Evangélico para Caruaru foi motivo de discussão nas duas últimas semanas, justamente por se questionar a possibilidade de utilização de dinheiro público para criar espaços voltado a determinado grupo religioso. Em discurso durante sessão da Câmara Municipal desta quinta (20), Demóstenes aproveitou para defender a proposta e dizer ainda que decidiu ampliar a ideia para para solicitar um espaço ecumênico para a cidade.

“Conversava com alguns segmentos religiosos evangélicos e surgiu a ideia de solicitarmos um parque evangélico, o que inclusive foi apoiado pelas 13 congregações às quais apresentei a proposta, no entanto houve reação de alerta de algumas pessoas conscientes que procuraram nos orientar para esclarecer melhor a proposta desse requerimento, já que se questionou que o requerimento estaria privilegiando alguma religião. Porém, também houve críticas de quem considerou que isso se tratasse de oportunismo, o que não procede. Além disso, a ideia não é dar privilégio a nenhum grupo, além disso, não houve de minha parte nenhum foco eleitoreiro, até porque não podemos parar de apresentar proposições simplesmente por se tratar do período eleitoral”, discursou Demóstenes.

Na verdade, o vereador afirmou categoricamente que a reação negativa teve cunho político-eleitoral e que as críticas a seu requerimento teriam sido feitas com má fé. E ainda, ele anunciou que se reserva só direito de não discutir novamente o tema e que iria elaborar, após as eleições, um requerimento distinto, solicitando um parque ecumênico. “Eu quero dar esse assunto por encerrado e espero que as pessoas que criticaram essa proposta de firma maldosa entendam que não havia motivo para levantar polêmica em torno desse assunto. Não tocarei mais nesse assunto durante as eleições, mas depois vou apresentar um novo requerimento, solicitando ao prefeito um parque voltado a tidas as expressões religiosas em Caruaru”, completou.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro