21 de junho de 2013 às 10h55min - Por Mário Flávio

Com intuito de inibir o comércio irregular de madeira no município, a Diretoria de Meio Ambiente em parceria com a CPRH – Agência Estadual de Meio Ambiente realizou durante toda manhã de hoje (20), fiscalizações em diferentes pontos da cidade para coibir o comércio irregular de espécies de árvores nativas da região. Nenhuma irregularidade foi encontrada. Para que o comércio desse tipo de material seja feito de forma correta é necessário que os comerciantes cumpram as normas estabelecidas pela CPRH.

De acordo com o Chefe de setor de fiscalização Florestal da CPRH, Thiago Costa, quem vender madeira de espécies nativas pode pagar multa de até R$ 300 por metro de lenha empilhada. Para se regularizar, os vendedores devem ter Documento de Origem Florestal (DOF), que comprova a autorização de corte, transporte e comercialização da madeira. As denúncias de comércio de madeira ilegal devem ser feitas à Ouvidoria Ambiental da CPRH pelo telefone (81) 3182.8923 ou pelo site www.cprh.pe.gov.br.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro