1 de abril de 2013 às 07h55min - Por Mário Flávio

O dia primeiro de abril será marcado por um protesto inusitado em Caruaru. A partir de 9h haverá uma reivindicação em frente a Maternidade Jesus Nazareno pela falta de apoio a doação de leite a Michele Maximino. Na ocasião serão doados dois litros (se for aceito) e desprezados quase oito litros de leite materno.

 No contexto

Direção do Hospital Jesus Nazareno se pronuncia sobre denúncia de desperdício de leite

De acordo com os organizadores do movimento a intenção é mostrar que esse leite foi armazenado durante o feriadão e o hospital não está dando nenhum apoio para evitar o desperdício. Michele Maximino é uma super doadora de leite materno, que ganhou as páginas dos jornais de Pernambuco e nacional, pela capacidade doadora.

O professor Ederval Trajano explicou os motivos do protesto. “Todos nós sabemos a importância da doação de leite, por esse motivo, Michele Maximino, campeã na doação de leite, vem tentando manter a sua média de doação de 2,5 litros de leite humano por dia. Infelizmente vários motivos impedem que essas doações continuem”, disse o docente, que é casado com Michele. Abaixo as reivindicações:

1. A falta de estrutura para armazenar o leite retirado em casa (não possuímos um freezer para estocar o leite retirado) o nosso congelador é pequeno e atrapalha a manutenção do leite congelado. Já procuramos a prefeitura que nada fez e o hospital que até o momento também não ajudou;

2. A distância entre Quipapá (cidade onde moramos) e Caruaru (cidade onde se encontra o banco de leite mais próximo para a doação). Tenho que viajar pelo menos três vezes por semana (80 km) para entregar a doação, sou professor e é muito oneroso manter essas viagens. Já procurei a prefeitura municipal de Quipapá que até o momento não se pronunciou em ajudar a transportar o leite até caruaru. Procurei a Maternidade Jesus Nazareno e a justificativa é que a Maternidade não tem veículo para ir buscar o leite. Até a presente data a minha esposa não foi se quer visitada pela equipe do banco de leite.

3. Não entrega de vidros suficientes para que nós possamos armazenar o leite materno para doação. Da ultima vez que fui ao banco de leite como viria passar o feriadão na casa dos meus familiares (em Recife) só me deram 14 vidros de 140 ml (1960 ml) esse valor é menor do que ela consegue armazenar em um único dia. São quatro dias em média 2,5 litros deveria ser no mínimo uns 70 vidros. Um absurdo já que o excesso acaba sendo jogado fora.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro