14 de fevereiro de 2013 às 11h25min - Por Mário Flávio

Quem perdeu documentos durante a Folia de Momo pode tentar localizá-los nos Correios. A instituição disponibiliza um serviço de Achados e Perdidos com consulta através do site www.correios.com.br. Em Pernambuco, todos os documentos encontrados serão disponibilizados para resgate na Agência Central do Recife (Avenida Guararapes, 250). “Nós temos, normalmente, uma média de 700 objetos esperando para serem resgatados, mas no Carnaval esse número sobe para cerca de sete mil”, contabiliza o gerente da Agência Central do Recife, Jonatan Azevedo.

A procura por documentos perdidos, extraviados ou roubados é grande, mas somente 5% deles, sob a guarda dos Correios, são de fato resgatados. “Abrimos na quinta-feira que segue o Carnaval, mas sugerimos que os foliões que perderam seus documentos façam a busca cerca de uma semana após as festas, que é quando as pessoas entregam o que acharam”, orienta.

Para resgatar o documento, é preciso apresentar algum outro documento de identificação ou Boletim de Ocorrência. É cobrada uma taxa de R$ 4 por titular, independente da quantidade de objetos. Os documentos ficam à disposição para serem retirados pelo período máximo de 60 dias. Após esse prazo, eles serão encaminhados ao órgão responsável pela emissão.

Para verificar se o documento está nos Correios, basta realizar a busca no site da empresa (www.correios.com.br), clicar na aba “Para você”, depois no ícone “Acompanhar” e escolher a opção “Documentos Perdidos”. Lá, é preciso selecionar o tipo de documento oficial (identidade, CPF, CNH, carteiras de conselhos profissionais, etc.) e digitar o nome do titular do documento. Outra alternativa é ligar para a Central de Atendimento pelos telefones 0800-725-7282 ou 3003-0100 (capitais e regiões metropolitanas).

Os Correios disponibilizam um serviço de Achados e Perdidos o ano todo, mas as ocorrências de perda de documentos e objetos pessoais aumentam em períodos de festas populares, como o Carnaval. Documentos encontrados podem ser levados a qualquer agência de correio, colocados na caixa de coleta ou entregues diretamente aos carteiros.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro