19 de dezembro de 2013 às 09h11min - Por Mário Flávio

20131219-090942.jpg

O primeiro a falar foi o chefe geral da Polícia Civil Osvaldo Morais, que explicou os motivos das investigações. “Em razão de denúncias anônimas que chegaram aqui, iniciamos uma investigação para averiguar as denúncias e percebemos que existiam mesmo as denúncias. Depois disso, conseguimos chegar até as provas que culminaram com a prisão dos vereadores.

O delgado Erick Lessa explicou que o projeto em questão da propina foi o BRT, votado na última terça-feira. “A investigação se baseou nessa premissa que desde junho, quando várias notícias foram veiculadas sobre esse suborno”, diz Lessa.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro