Controladoria Geral da União promove seminário “Integridade Somos Todos Nós” no Recife

Jorge Brandão - 03.05.2023 às 13:25h
Foto: Reprodução

A Controladoria-Geral da União (CGU) e a Secretaria da Controladoria-Geral do Estado de Pernambuco (SCGE) promoveram, na última semana, o Seminário “Integridade Somos Todos Nós”, em Recife. O evento reuniu representantes de diferentes setores da administração pública federal, estadual e municipal. Caruaru esteve representada por meio da Controladoria e Ouvidoria-Geral, da Secretaria de Ordem Pública (Secop) e da Autarquia de Mobilidade Urbana, Trânsito e Transportes (AMTTC).

Entre os presentes, a recém-empossada superintendente da CGU em Pernambuco, Conceição Policarpo; a ouvidora-Geral de Caruaru, Ana Carolina Barros e a secretária da Controladoria-Geral do Estado, Érika Lacet.

Durante o seminário, foram apresentados os elementos de integridade pública, com foco em comunicação, ouvidoria e corregedoria no fortalecimento da administração pública. A programação contou com  palestras e oficinas, destacando a importância da transparência e do combate à corrupção no setor público. 

A ouvidora-geral de Caruaru, Ana Carolina Barros, ressaltou a relevância do evento para o aprimoramento das práticas de gestão pública: “Participar de um seminário como esse é muito importante para que possamos compartilhar experiências e conhecer boas práticas”.

O secretário-executivo da Controladoria-Geral de Caruaru, Pedro Costa Silva, enfatizou que o seminário permitiu a troca de conhecimentos entre servidores de diversas áreas. “Discutir a integridade pública com servidores de diferentes órgãos públicos é fundamental para que possamos construir uma gestão mais ética e transparente”, frisou.

O evento realizado reforça a importância das ações de controle e fiscalização no setor público para garantir a transparência e a integridade nas ações realizadas pela administração pública na oferta de diversos serviços. 

Para o controlador Geral de Caruaru, Severino Santos, “é relevante mencionar o papel da sociedade, que deve estar atenta e participar ativamente no acompanhamento da gestão pública, contribuindo para a construção de uma sociedade mais justa e ética”.