16 de maio de 2018 às 12h12min - Por Mário Flávio

Nesta quinta-feira (17), a Prefeitura de Caruaru realizará a segunda edição do Prêmio Mulheres que Fazem a Diferença. A honraria tem o propósito de reconhecer a contribuição de 29 mulheres que se destacaram no município por ações desenvolvidas para a melhoria da comunidade.

O evento faz parte das comemorações do aniversário de 161 anos da cidade de Caruaru, e irá acontecer no salão de eventos da Câmara de Dirigentes Lojistas do município (CDL), a partir das 19h. Segue abaixo a lista das homenageadas:

• 1ª. Bárbara Ferreira da Silva – UMA (União de Mães de Anjos): Mãe de quatro filhos, tendo Bernardo, que nasceu com Síndrome Congênita do Zica Vírus (microcefalia). Ela é umas 60 mães que buscam os direitos dos seus filhos com microcefalia.

• 2ª. Clarice Pinto de Melo: Pediatra, há mais de três décadas dedicadas à saúde das crianças da nossa cidade e região.

• 3ª. Centro de Serviço à vida: A diretoria do Centro de Serviço à Vida que é uma entidade sem fins lucrativos com finalidade de melhorar a vida das famílias da Vila Bonanza e imediações no Alto Santa Rosa (14) voluntárias.

• 4ª. Edvalda Leite Miranda: Historiadora, lecionou na FAFICA, pesquisadora engajada em movimentos sociais, ligados à Educação e Direitos Humanos.

• 5ª. Éryka Nelly Albuquerque: Psicanalista, atuante na Coordenação Pedagógica da Escola de Psicanálise. Trouxe para Caruaru o Centro de Valorização da Vida (CVV).

• 6ª. Eunice Albuquerque: Secretária Executiva do Conselho Municipal dos Direitos do Idoso da Capital do Agreste. Desde 2003 conseguiu uma noite no Pátio de Eventos para o Arraial do Idoso, mobiliza 110 ônibus do Recife e interior para trazer em média 3000 idosos.

• 7ª. Fátima Marcolino: Compositora, com músicas gravadas por vários cantores. Divulgadora de nossa cultura.

• 8ª. Fernanda Kiss da Silva: Mulher Trans com relevantes serviços prestados às comunidades dos Bairros Centenário, São Francisco, Vila do Aeroporto e Vila Padre Inácio.

• 9ª. Gorete Gomes: Mulher Negra, Militante do Movimento de Mulheres Olga Benário, Membro da Câmara Técnica de Violência Obstétrica.

• 10ª. Irmâ Maria Rosália: Há 40 anos desenvolve trabalho pontado na inclusão social e educação de crianças e famílias carentes, tem 101 anos de idade.

• 11ª. Jane Rosely: Assistente Social no CAPS e Casa de Saúde Bom Jesus. Era auxiliar de serviços gerais e conseguiu cursar a faculdade, hoje faz a diferença no trabalho com pacientes com transtornos mentais.

• 12ª. Josenilma Soares: Membra da Comunidade Anglicana Semente de Mostarda, protagonista de ações comunitárias no Bairro do Salgado.

• 13ª. Luci Tertulina Alves Lima: Pedagoga, deficiente visual, Atualmente, Presidente da Associação de Caruaruense de Cegos.

• 14ª. Maria do Carmo Queiroz: Ainda é professora, faz correção de trabalhos acadêmicos. Tem 100 anos.

• 15ª. Maria da Conceição Batista da Silva: Agente de saúde, Doula, envolvida no engajamento da luta contra violência obstétrica.

• 16ª.  Maria Etelvina da Silva: Nasceu no dia 05.05.1913, é deficiente física, mas nada a impede de tocar sua sanfona e participar dos festejos em Caruaru.

• 17ª. Maria Madalena da Silva Heleotério: Agricultora, é Delegada de base do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Caruaru. Líder Orgânica da Luta Sindical no campo e defesa da mulher.

• 18ª. Marliete: Artesã do Alto do Moura, contribui para divulgação da arte do Barro em Miniatura a nível internacional.

• 19ª.   Michele Tabosa: Professora, ativista pelos Direitos Humanos.

• 20ª. Neide Valones: Professora da FAFICA por décadas e pesquisadora, contribuindo para a formação do Ensino Superior em Caruaru.

• 21ª. Regilda Simões: Mulher Idosa, residente no Alto do Moura, semianalfabeta, recita poemas que encanta com sua arte a moradores e turistas que vem conhecer o Alto do Moura.

• 22ª. Renilda Cardoso: Cantora, compositora, sulanqueira, musicista, 26 anos dedicados à música.

• 23ª. Severina Maria da Silva: Agricultora, foi vítima de violência doméstica e familiar pelo próprio pai. Nunca deixou de lutar pelos direitos hoje reconhecidos pelo Estado.

• 24ª. Socorro Rabelo: É Professora, foi Secretária de Educação por quase uma década trazendo pra Caruaru modernização na educação, concursos públicos, valorização dos profissionais da educação.

• 25ª. Terezinha Lucas: Professora da FAFICA, há décadas contribui para a formação do Ensino Superior em Caruaru.

• 26ª. Valéria Sabóia: Produtora cultural e poeta, Idealizadora e Coordenadora da Festa do Barro no Alto Do Moura, Idealizadora e Coordenadora das Serestas de Rua das Ladeiras do Alto do Moura.

• 27ª. Zeneide Alves dos Santos: Professora, foi Secretária de Educação Municipal, durante 55 anos atuou de atividades profissionais em todos os níveis de ensino, em todas as modalidades, no âmbito público municipal e estadual, atuando também na zona rural, no ensino privado e no ensino Superior.

• 28ª. Maria do Carmo da Conceição Carvalho: Nasceu na Zona Rural de Caruaru, é militante há mais de 20 anos na luta por moradias e direitos das mulheres. Atualmente reside na comunidade Severino Quirino.

• 29ª. Maria do Socorro Alves do Amaral: Protetora dos animais há quase duas décadas. Por meio de doações, bazares e muito amor, dedica-se a cuidar de dezenas de animais.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro