Confiança no quadro fiscal abre caminho para corte de juros, diz Haddad

Jorge Brandão - 12.04.2023 às 10:25h
Foto: Washington Costa

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, reforçou o coro para que, juntamente com a queda da inflação, os juros baixem no Brasil. Em comunicado ao Fundo Monetário Internacional (FMI), nessa terça-feira (11), o ministro reafirmou o compromisso de entregar o país com contas públicas no azul ao fim do último ano da gestão petista e rebateu críticas quanto aos riscos de elevação da carga tributária à frente.

“Com o aumento da confiança no quadro fiscal e um caminho de consolidação fiscal influenciando as expectativas de inflação e ancorando-as mais perto da meta, haverá espaço para acomodação da taxa básica de juros”, disse Haddad, em comunicado ao FMI, o primeiro de sua gestão, no âmbito das reuniões de primavera do Fundo, as chamadas ‘Spring Meetings’.

Apesar da disputa política com o Banco Central (BC), o ministro reforçou o impacto da proatividade no aperto da política monetária para a redução da inflação no Brasil. Como consequência, o custo de vida dos brasileiros caiu pela metade e hoje é “comparativamente menor” em relação com a maioria das economias avançadas, disse Haddad.