16 de maio de 2012 às 07h00min - Por Mário Flávio

Os carros-pipa contratados pelo Governo do Estado, para dar suporte aos municípios atingidos pela seca, passarão a ser monitorados por uma comissão formada pelos conselhos de desenvolvimento municipais, Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) e o Exército Brasileiro. A decisão é do governador Eduardo Campos que, nos próximos dias, publicará um decreto normatizando a gestão do controle desse sistema de abastecimento.

Essa foi uma das principais medidas discutidas durante a 2ª reunião do Comitê Integrado de Convivência com o Semiárido. De acordo com secretário de Agricultura e presidente do comitê, Ranilson Ramos, a operação poderá contar, ainda, com o suporte de monitoramento via rastreadores. “A decisão é uma forma de impedir, definitivamente, que a gestão dos carros-pipa saia da ingerência política, o que é um salto na história de Pernambuco no que tange à participação ativa do controle social”.

Ranilson Ramos ressaltou, ainda, as medidas encaminhadas pelo governador, em reunião, com a presidente Dilma Roussef, na segunda-feira. Entre elas estão a agilidade na liberação das linhas de crédito para custeio e investimento, anistia aos inadimplentes para que os agricultores possam ter acesso ao crédito e a disponibilização de milho pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para a alimentação animal.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro