14 de junho de 2013 às 15h55min - Por Mário Flávio

Manoel Santos Serra Talhada

Texto e foto: Ascom Alepe

Os problemas enfrentados pela população da zona rural para se deslocar até a sede dos seus municípios foi o tema da audiência pública realizada pela comissão de Cidadania da Assembleia Legislativa, na quinta (13 ), na Câmara Municipal de Serra Talhada, Sertão. A iniciativa partiu do deputado Manoel Santos (PT).

Há 45 dias, trabalhadores rurais da região paralisaram a BR 232, em protesto a multas da Polícia Rodoviária Federal (PRF), por não estarem com seus transportes de passageiros de acordo com normas do Código Nacional de Transito (Cotran).

Segundo Manoel Santos, esses paus de arara são utilizados por estudantes e trabalhadores. Alguns municípios têm ônibus escolares do projeto Caminho da Escola, mas não atendem a demanda, além de não terem estrutura para chegar às áreas mais restritas da zona rural. De acordo com o parlamentar, são necessárias adequações para esses veículos, pois a população depende deles. O deputado acrescentou que o deslocamento precisa seja feito de forma contínua, duradoura e segura.

Segundo Hamilton Lopes, presidente do Sindicato de Trabalhadores Rurais de Serra Talhada (STRST), mais de 17 mil pessoas precisam do transporte alternativo, com as adaptações necessárias para conduzir a população de acordo com a lei. O prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque frizou a necessidade de campanhas educativas para informar a população.

O encontro também teve a participação do deputado Augusto César, do PSB, vereadores da região, representantes do Ministério Público, Secretaria de Transportes do Estado, Polícia Rodoviária Federal e da OAB. Manoel Santos informou que será feito encaminhamento para uma discussão com os órgãos de fiscalização, para encontrar um termo de ajuste de conduta que beneficie a todos.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro