26 de julho de 2012 às 08h59min - Por Mário Flávio

Com a decisão do Juiz do Registro de Candidatura, Jefferson Félix, sobre o PMDB de Caruaru, que vai ficar mesmo com a candidata da Coligação Caruaru em Boas Mãos, Miriam Lacerda (DEM), finalmente a campanha vai ganhar as ruas de Caruaru. A partir desse fim de semana as coordenações das Campanhas iniciam as grandes movimentações junto ao eleitorado.

O mais importante nessa decisão foi acabar com a insegurança jurídica e permitir que as peças publicitárias sejam confeccionadas, além é claro de definir o tempo para o guia no rádio e na televisão. A Coligação Caruaru Avança com a Força do Brasil, que tem como candidato Zé Queiroz (PDT), terá pouco mais de 16 minutos para serem trabalhados na majoritária. A Coligação Caruaru em Boas Mãos terá cerca de dez Minutos e por fim a Coligação Caruaru Pode Mais por um socialismo de Verdade, Fábio José (PSOL) terá quase quatro minutos para apresentar as propostas aos eleitores.

Cada coligação terá um desafio diferente. Todos sabem que em televisão um tempo de 16 minutos é uma eternidade e por isso, o guia do candidato Zé Queiroz deve ser bem amarrado, para que tempo e dinheiro não sejam jogados fora. Para evitar isso, vai pesar a experiência de Dante Matiusse, um dos coordenadores de marketing da campanha de 2008 e com vasta experiência na equipe do publicitário Duda Mendonça. A experiência do jornalista Aquiles Lopes também vai ajudar e muito nessa questão.

Com um tempo enxuto, mas considerado o ideal por muitos, cerca de dez minutos, a candidata Miriam Lacerda, vai contar com a coordenação da Makplan, que tem vasta experiência na cobertura das campanhas em Caruaru, atuando em muitas eleições ao lado do próprio Queiroz e de João Lyra. O guia já está sendo pensado e com a definição do PMDB, as ações serão voltadas para mostrar os problemas da atual gestão. Mas Miriam vai ter que ir mais além e mostra que o nome dela representa, de fato, uma renovação.

Por fim os quatro minutos do PSOL. No lançamento da campanha de Fábio José, o líder do partido em Pernambuco, Edilson Silva, disse que o candidato do partido iria ter uma bazuca no guia. Com a indicação de Zé Carlos Menezes para coordenar a campanha do candidato, houve o questionamento de para quem essa bazuca iria ser apontada, já que Zé Carlos tem forte ligação com João Lyra, rompido com Queiroz. No entanto, Zé Carlos disse que a meta da campanha é apresentar o novo para Caruaru. Ele lembrou ainda que João Lyra foi eleito para o segundo mandato com apenas dois minutos e meio de guia.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro