5 de agosto de 2012 às 00h00min - Por Mário Flávio

Qual será o nível de participação de Eduardo Campos na Campanha em Caruaru? Essa é uma pergunta frequente em todas as rodas que debatem a política em Caruaru. O socialista tem uma eleição duríssima no Recife o que vai comprometer e muito a participação e engajamento da campanha do mesmo na Capital do Agreste. A missão de Eduardo é mostrar que o tempo do PT no Recife passou e para isso ele tem a missão de colocar Geraldo Júlio no segundo turno.

Desde o início da campanha eleitoral, que o socialista participou de vários eventos ao lado do candidato do PSB e o mesmo ainda patina na casa dos sete por cento nas pesquisas de opinião. Situação bem diferente de Caruaru. Por aqui, Eduardo Campos só veio na Convenção e devido à agenda apertada, passou cerca de 30 minutos no evento. De lá para cá, Eduardo não participou ativamente da campanha e devido ao jogo de interesses da eleição no Recife, pouquíssimos serão os eventos prestigiados por ele no pleito desse ano.

O governador avalizou uma candidatura no Recife que pode ser uma das maiores derrotas desde que ele ascendeu ao governo de Pernambuco e apareceu como um dos políticos mais modernos e articuladores da nova geração. Se vencer, Eduardo bancou uma vitória sobre o mais tradicional feudo petista no Brasil. Mas se perder, vai mostrar que o PT ainda tem vez e voz na Capital e que, mesmo com uma popularidade de 80%, não conseguiu derrotar um projeto que governa o Recife há 12 anos e passou por um traumático processo de discussão interna, que culminou com a cassação do direito do prefeito João da Costa de disputar a reeleição.

Para alavancar Geraldo Júlio nas pesquisas de opinião e mostrar que ele é uma boa opção para o Recife, a aposta é o guia eleitoral, já que o socialista conta com pouco mais de 14 minutos. O grande mentor dessa campanha será o próprio Eduardo e um envolvimento maior em outras cidades não acontecerá da forma que os candidatos imaginavam. Não é só Caruaru que vai ficar no segundo plano. Eleições complicadas como a daqui serão realizadas em Petrolina, Garanhuns e em outros municípios da região metropolitana.

Aqui em Caruaru ainda existe o agravante da posição do vice-governador, João Lyra, a quem Eduardo goza de uma ótima relação e por isso, não vai querer maiores problemas.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro