7 de fevereiro de 2012 às 07h30min - Por Mário Flávio

Artistas e representantes da prefeitura de Caruaru debateram ontem a noite o Projeto de fomento à cultura. O único impasse para que o Projeto seja enviado à Câmara diz respeito a carta de exclusividade, que na visão de alguns artistas é uma questão a ser revista. O impasse ainda não foi resolvido e uma consulta será feita ao Tribunal de Contas, para se ter um desfecho sobre a redação da Lei. O secretário de Comunicação da prefeitura de Caruaru, Aquiles Lopes, garante que a Lei proposta pelo prefeito Zé Queiroz é similar a usada pelo governo de Pernambuco, mas que a prefeitura abriu o diálogo para ouvir os artistas.

Duas situações chamaram atenção na reunião: a primeira foi a ausências dos vereadores Rogério Meneses (PT) e Diogo Cantarelli (PSDB). Ambos fazem parte da Comissão de Leis da Câmara e devido a compromisso pessoas não puderam comparecer ao debate. A segunda foi a presença do ex-diretor de ações culturais da prefeitura, Cláudio Soares. Durante o tempo da reunião, ele fez muitos questionamentos e provocou um debate acirrado sobre a lei. Um novo encontro foi agendado e deve acontecer na semana que vem, quando a Lei voltará a ser debatida.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro