Campanha de Bolsonaro vai ao TSE e pede exclusão de vídeo de Lula sobre a ‘KKK’

Lucas Medeiros - 09.09.2022 às 21:25h
(Imagem: Reprodução/ Internet)

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recebeu uma representação feita pelos advogados do candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PL) pedindo que a campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) remova os vídeos do comício do petista em que ele afirma que um ato de Bolsonaro parecia reunião do KKK.

Durante o comício, Lula afirmou que o ato de Bolsonaro no 7 de setembro em Copacabana “parecia uma reunião da Ku Klux Klan“. “Só faltou o capuz. Porque não tinha negro, não tinha pardo, não tinha pobre, não tinha trabalhador“, afirmou o ex-presidente.

A defesa de Bolsonaro pede que o petista seja notificado e dê explicações sobre a fala, além de pedir que os vídeos sejam excluídos. Para os advogados do presidente, Lula ofendeu tanto Bolsonaro quanto o público que participou do evento.

A KKK (Ku Klux Klan) foi uma organização supremacista branca que cometeu atos de violência contra milhares de negros nos Estados Unidos nos séculos 19 e 20