28 de setembro de 2013 às 11h55min - Por Mário Flávio

20130927-204344.jpg

Os vereadores de oposição seguem elevando o tom das críticas sobre o empréstimo pretendido pela prefeitura para implantar em Caruaru o sistema BRT. O valor dos juros é o principal problema apontado pelos edis. Para justificar a insatisfação, o vereador Evandro Silva (PMDB), usou o exemplo de recursos conseguidos pela prefeitura de Jaboatão, governada por um prefeito do PSDB, principal partido de oposição ao governo federal.

“Caruaru para ganhar o dinheiro do BRT é com empréstimo, mas vejam o exemplo de Jaboatão dos Guararapes, com verbas conseguidas pelo deputado federal Sérgio Guerra, um deputado de oposição, foram mais de 300 milhões de reais sem o município ficar devendo nada. Sou a favor do protejo e voto nele, mas desde que os juros baixem, os valores são absurdos”, expôs.

O tucano Eduardo Cantarelli aproveitou para provocar e citou o mote de campanha de 2012: “Cadê Caruaru com a força do Brasil? Na campanha eram Eduardo, Dilma, os deputados e todos com esse mote. A força acabou? Isso é muito engraçado”, ironizou.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro