8 de maio de 2012 às 09h34min - Por Mário Flávio

A barragem de Pão de Açúcar deve abastecer toda a zona urbana de Pesqueira já nas próximas semanas. O anúncio foi feito hoje pela prefeita Cleide Oliveira, após reuniões com os titulares das secretarias de Recursos Hídricos e Agricultura do Estado. As negociações também foram feitas com as lideranças indígenas Xucurus, do Ibama e da Funai, além da Compesa.

A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do Congresso Nacional havia rejeitado a proposta que autorizava a exploração dos recursos hídricos localizados nas terras indígenas da aldeia Xucuru, situadas no muncípio, mas como Pesqueira convive com o pré-colapso no abastecimento d’água e já decretou Estado de Emergência, poderá utilizar “emergencialmente” a água da barragem para abastecer parte do município.

Pão de Açúcar comporta 34 milhões de metros cúbicos e está com 72% de sua capacidade total. Para a captação da água, será necessário a construção de uma Estação Elevatória e de Tratamento, obras que serão iniciadas nos próximos dias pelos engenheiros e técnicos do Estado.

A Compesa e a Secretaria de Recursos Hídricos do Estado, no entanto, afirmam que a água contém índices de salinidade impróprios para o consumo humano e precisa ser tratada antes de ser liberada para a população. Como o manacial está em área demarcada, o uso só poderá ser em caráter emergencial, nos períodos de longa estiagem.

A Compesa anunciou ainda que Pesqueira será uma das primeiras cidades a serem beneficiadas com a construção da Adutora do Agreste e que após a conclusão da obra, todo o problema de deasbastecimento será contornado. “Pão de Açúcar é uma reserva estratégica e só vamos utilizá-la porque não temos outra alternativa”, garantiu a prefeita Cleide Oliveira, durante reunião em Recife. 

Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro