3 de novembro de 2012 às 10h51min - Por Mário Flávio

Da Central de Jornalismo Liberdade

O coordenador do Comitê Integrado de Enfrentamento à Estiagem, o secretário de Agricultura e Reforma Agrária, Ranilson Ramos, expôs em Serra Talhada, no Sertão pernambucano, ações emergenciais e estruturadoras executadas pelo Governo do Estado para conviver com a estiagem prolongada, a maior dos últimos 40 anos, em Pernambuco.

A reunião é resultado do encontro dos bispos pernambucanos com o governador Eduardo Campos que solicitou a apresentação das ações à igreja. Dados mostram que há mais de meio século a chuva não tinha sido tão pouca na região.

“Desde 1960 que o Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) possui os registros relacionados ao índice pluviométrico da nossa região, e para nossa surpresa este ano choveu apenas 215 milímetros, o menor índice desde o registro feito pelo órgão”, informou o agrônomo Fábio César.

São 122 municípios em estado de emergência. Na assistência às famílias, no atendimento emergencial de água, 1.500 carros-pipa contratados pelo estado e exército. A situação caótica aumenta a cada dia, já que o homem do campo não tem água para o consumo e ver o gado morrer de fome por falta de pasto.

“O agricultor da zona rural de Caruaru estão passando por um período muito difícil, pois muitos estão primeiramente sem água e agora com a seca sofrem com a falta de alimento para o gado”, ressaltou o agrônomo.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro