30 de outubro de 2017 às 22h57min - Por Mário Flávio

Em julgamento presidido pela juíza Flávia Fabiane Nascimento Figueira, na Vara do Tribunal do Júri de Olinda, nesta segunda-feira (30), Eduardo Olímpio Cotias Cavalcanti foi considerado culpado pelo homicídio de seus pais adotivos: o bispo da Igreja Anglicana do Recife, Edward Robinson de Barros Cavalcanti, de 68 anos, e esposa dele, Miriam Cavalcanti, 64 anos. 

Em sentença apresentada por volta das 18h20, o réu foi condenado a 57 anos e quatro meses de reclusão, pelo duplo homicídio, com as qualificadoras de motivo fútil e sem possibilidade de defesa das vítimas. O cumprimento inicial da pena deve ser em regime fechado no presídio Barreto Campello. A sessão de julgamento teve início por volta das 10h. A defesa recorreu da sentença em plenário.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro