27 de julho de 2012 às 16h54min - Por Mário Flávio

O governador Eduardo Campos esteve em Caruaru nesta sexta-feira (27) para participar da solenidade de entrega de tablets a estudantes da Escola Arnaldo Assunção e também para assinar ordem de serviço para o início das obras da terceira Unidade Pernambucana de Atendimento Especializado (UPAE) e lançar o edital de licitação para reforma e ampliação do Hospital São Sebastião. Mas, além de falar desses novos investimentos, durante breve coletiva de imprensa, Eduardo também comentou sobre a insatisfação dos médicos do Hospital Regional do Agreste, sobretudo dos cirurgiões gerais.

Contexto

Hospital Regional do Agreste poderá sofrer interdição ética

Segundo os médicos, é necessário suprir o déficit em suas escalas de plantão do serviço, justificando falta de profissionais. No entanto, o governador cita voltou a afirmar que a atual gestão estadual foi a que mais investiu na Saúde e que está acompanhando o diálogo da Secretaria Estadual da Saúde com o Sindicato dos Médicos de Pernambuco (SIMEPE). “Ninguém investiu tanto em Saúde como nós, ninguém contratou tantos médicos quanto nós, ninguém abriu curso de Medicina no interior como nós estamos fazendo, no entanto vamos ouvir os médicos e também acabamos de entregar uma série de melhorias no Hospital Regional”, explicou.

Durante Assembleia Geral Extraordinária (AGE) realizada, na sede regional do Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe), os cirurgiões decidiram manter a restrição dos plantões junto a Central de Regulação de Leitos (CRL) determinado pelo Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe) e aguardar soluções da Secretaria Estadual de Saúde (SES) para o problema.

Confira o comentário completo de Eduardo Campos sobre as insatisfações no HRA


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro