19 de janeiro de 2018 às 17h14min - Por Mário Flávio

Na entrevista ao Zero Hora em que Dilma Rousseff diz que ainda não decidiu se será candidata ou não neste ano, como registramos, a ex-presidente também atacou Aécio Neves:

“Minha filha, quem é que não sabia quem era Aécio, pô? Fui presidente da República, você acha que não tenho uma avaliação do Aécio? Não sabia que ele era tão ladrão, mas que ele era superficial, irresponsável, playboy, inconsequente, e que a mídia o protegia, eu sabia. A irresponsabilidade desse rapaz é assustadora para o seu país, mostra que isso é a visão do playboy, que quer, sobretudo, usufruir da vida, não quer dar nada em troca.”

Aécio Neves respondeu o seguinte, em O Antagonista:

“Impressiona o descompromisso com a realidade, o desequilíbrio e o autoritarismo da senhora Dilma Rousseff, demonstrando sua notória dificuldade de conviver com a democracia, que pressupõe o respeito às diferenças.

Há muito caiu a máscara do governo dela, reconhecido por milhões de brasileiros como o mais corrupto e mais incompetente da nossa história.

Mais grave do que ter transformado o cargo de presidente em chacota nacional, foi ela ter quebrado o Brasil, prejudicando de forma especial as famílias mais pobres, enquanto o país afundava na roubalheira da qual Pasadena é apenas um exemplo.

O rancor, as mentiras e os ataques pessoais que ela me faz desde 2014 são mera tentativa de fugir da verdade e das acusações de que é alvo. Ela parece ainda acreditar, que o ataque é a melhor defesa. Nesse caso, não é. Os brasileiros conhecem Dilma Rousseff e o governo dela. E não vão se esquecer.”


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro