5 de junho de 2015 às 16h39min - Por Mário Flávio

 
Mais uma bronca para os dez vereadores indiciados pela Operação Ponto Final. O advogado Diego Cintra entrou com uma ação popular para que o pagamento dos salários dos dez sejam suspensos. A ação vai mais além e pede ainda que os parlamentares devolvam o que já receberam, desde que foram afastados das funções legislativas. Ele fez as contas e avaliou que o impacto nas despesas da Casa Jornalista José Carlos Florêncio é de 43%. Numa rede social, Cintra justificou a decisão de ingressar na justiça. 

“Ciente dessa situação, após um estudo do caso, dei entrada hoje numa Ação Popular para que o referido pagamento seja suspenso e os vereadores devolvam aos cofres públicos os valores recebidos enquanto se encontram afastados e substituídos. O dever de observância do princípio da moralidade na administração e da integridade do patrimônio público fundamenta a ação”, postou. 

Ela citou ainda que tomou a decisão para que as pessoas possam ter mais liberdade de lutar pelo que acreditam e a justiça pode ser uma aliada. “em defesa da ética e da moralidade na Administração Pública que, como cidadão, tenho o dever de defender. Espero que a iniciativa sirva de estímulo a todos que se indignam com o atual tratamento dado à coisa pública no Brasil mas se limitam a expor sua indignação nas redes sociais, numa roda de amigos ou numa conversa informal”, escreveu. 


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro