30 de janeiro de 2017 às 23h25min - Por Mário Flávio

Júlio-Delgado-foto-Chico-Ferreira

À revelia do seu partido, que já externou apoio à reeleição do presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ) através do líder Tadeu Alencar (PE), o deputado Júlio Delgado (PSB-MG) decidiu hoje (30) entrar na disputa pela presidência da Câmara Federal.

Esta é a terceira vez que ele disputa este cargo, sendo que na primeira ocasião teve o apoio explícito do então presidente nacional do partido, Eduardo Campos.
Delgado disse que, se for eleito, vai trabalhar pela independência do Poder Legislativo em relação ao Palácio do Planalto.

Ele e os também candidatos Rogério Rosso (PSD-DF), Jovair Arantes (PTB-GO) e André Figueiredo (PDT-CE) ajuizaram hoje (30) no Supremo Tribunal Federal um mandado de segurança coletivo contra a candidatura de Rodrigo Maia alegando que ela fere o Regimento Interno e a Constituição, que vedam a recondução dos membros da mesa diretora para o mesmo cargo.
Maia foi eleito presidente da Câmara em julho de 2016, para um mandato tampão, após a cassação do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Segundo seus aliados, a vedação não se aplica a ele porque seu mandato é “tampão”. O caso está sob exame do STF e o relator é o ministro Celso de Mello.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro