Candidatos de Caruaru bem cotados nas previsões de analistas

Os candidatos de Caruaru estão bem nas previsões dos analistas políticos para a eleição de Deputados Estaduais e Federais. Nas análises do experiente ex-vereador Liberato Costa Júnior, que faz o famoso “DataLiba” e do jornalista Edmar Lyra (DataLyra), vários são apontados como prováveis eleitos na disputa para a Alepe e Câmara Federal.

Para a Assembleia, são tidos com eleição certa Raquel Lyra (PSB) e Tony Gel (PMDB). Os dois estão presentes nas duas análises. Laura Gomes (PSB) aparece em uma e é favorita em outra. Nas duas estão citados como prováveis eleitos Demóstenes Veras (Pros) e Diogo Cantarelli (PRP).

Para a Câmara, o deputado federal Wolney Queiroz (PDT) tem a reeleição dada como certa por ambos especialistas. A Conferir.

Diogo Cantarelli deve ser mesmo candidato a deputado estadual

O ex-vereador Diogo Cantarelli (PSDB) está mesmo disposto a concorrer a uma vaga na Assembleia Legislativa. O tucano esteve presente na primeira reunião do PSDB de Pernambuco sob o comando do deputado federal Sérgio Guerra. Além dele, o partido deverá lançar para a Alepe os ex-prefeitos Emanuel Bringel (Araripina) e Romero Leal (Vertentes).

O PSDB conta atualmente com uma bancada de seis deputados e quer aumentar esse número. Para chegar na Assembleia, o ex-vereador de Caruaru terá como base a Capital do Agreste, cidades no sertão e região metropolitana do Recife. O tucano segue numa rotina de viagens durante a semana e sempre vai a zona rural e a eventos como a Caminhada Tareco e Mariola, realizada este fim de semana no Vassoural. Em todos os eventos, Diogo sempre aparece ao lado do irmão e vereador Eduardo Cantarelli.

Nova enquete no blog: Qual o seu nome preferido para deputado estadual?

The questionnaireComo as especulações para a eleição de 2014 estão começando, vamos iniciar uma série de enquetes voltadas para o pleito que se aproxima. Em Caruaru, por exemplo, vários nomes são ventilados para disputar uma vaga na Assembleia Legislativa e queremos saber a sua opinião a respeito dos possíveis candidatos.

Pela base do governo devem concorrer a reeleição as deputadas Raquel Lyra e Laura Gomes, ambas do PSB. Nos bastidores se cogita ainda a possibilidade do PSD ter candidato e os nomes mais cotados seriam do vereador Dr. Demóstenes e do presidente da legenda na cidade e ex-vereador Adolfo José. O nome da secretária Louise Caroline, do presidente do PTB e secretário de Relações Institucionais, Marco Casé, além do vereador Ricardo Liberato, também foram lembrados recentemente.

Pela oposição alguns nomes começam a ganhar força e muitas dúvidas sãi geradas. Tony Gel será candidato a reeleição ou ele tentaria voltar à Câmara Federal? Miriam Lacerda ou Tonynho Rodrigues seria a opção para a Alepe? O nome do vereador Val também é cotado e outro que trabalha intensamente com a possibilidade é o tucano Diogo Cantarelli. Pelo PSOL o candidato deve ser Fábio José. Agora é com você, vote na enquete ao lado.

Diogo Cantarelli é reeleito presidente do PSDB em Caruaru

20130325-115539.jpg

Foi realizada na manhã do último domingo a convenção do Diretório Municipal do PSDB de Caruaru. O tucano Diogo Cantarelli foi reconduzido à presidência do partido na Capital do Agreste. “O partido vive seu melhor momento no Brasil, no estado e em Caruaru não é diferente. Temos um pré-candidato a Presidência da República com uma retórica intocável, disposto a trabalhar pelo Brasil e cada vez mais nutrindo uma candidatura que já nasce forte. Pernambuco não fica atrás, e o PSDB investe incansavelmente na formação de novos quadros e novas lideranças. Já aqui em Caruaru, trabalhamos e continuamos com representação na Casa Jornalista José Carlos Florêncio, o que nos dá mais energia para continuarmos nossa caminhada fortalecendo , ainda mais, o PSDB na nossa cidade e e no nosso estado”. comentou Diogo Cantarelli.

NOVA EXECUTIVA:

PRESIDENTE: Diogo Cantarelli

VICE-PRESIDENTE: Aníbal Cantarelli Neto

SEC. GERAL: Eduardo Cantarelli

TESOUREIRO: Maria de Fátima Miranda

Parlamento Jovem de Caruaru convoca reunião extraordinária para votar emendas nesta quinta (27)

última reunião oficial do ano do PJ foi no dia 19 de dezembro

Depois de um pedido enviado ao presidente do Parlamento Jovem de Caruaru, Paulo Tôrres (PTN), foi convocada para esta quinta-feira (27) uma reunião extraordinária, às 16h, na sede do Sindloja, para votar duas emendas, que só entrariam em pauta no ano que vem, ainda com relação a alterações no atual regimento da entidade. A última reunião oficial do Parlamento foi no dia 19 de dezembro.

No contexto

Na última sessão do ano, Parlamento Jovem empossa novo membro e volta a discutir falta de comunicação

Uma trata da eleição da mesa diretora, que pela proposta do parlamentar Carlos Alberto (PSDB), deveria ser feita anualmente já a partir de 2013. Pela estrutura atual, devido ao fato de os vereadores jovens terem votado pela ampliação dos mandatos de um para dois anos, Paulo permaneceria como presidente até o final do próximo ano. A outra emenda, de autoria de Mayara Soares (Acic Jovem) se refere ao tempo que uma comissão do Parlamento terá para apresentar os projetos, requerimentos e moções a comissão de Políticas Públicas de Juventude da Câmara, que deverá ser mais curto, para 7 dias.

Na verdade, além de fazer ajustes no regimento interno da entidade, outro problema dos jovens vereadores é chegar a um entendimento com Comissão de Políticas Públicas, que não emitiu parecer sobre nenhuma das proposituras levantadas pelo PJ, e é formada por Lula Tôrres (PR), Diogo Cantarelli (PSDB) e Edmilson do Salgado (PCdoB). Lula, aliás, é pai de Paulo Tôrres. Resta saber se a próxima comissão, a ser formada no ano que vem, atenderá funcionalmente os jovens vereadores.

Vereadores não eleitos em Caruaru se despedem dos mandatos

A sessão ordinária da Câmara Municipal de Caruaru na semana passada foi de despedida para Adolfo José, Bruno Lambreta, ambos do PSD, Diogo Cantarelli (PSDB), Zé Carlos do Sindicato (PSC) e Rogério Meneses (PT), que resolveram fazer considerações de seus mandatos na Câmara. Destes, apenas Adolfo, Diogo e Rogério, não voltaram a disputar vagas na Câmara. Também não foram reeleitos os vereadores Alecrim e o atual presidente da Casa, Lícius Cavalcanti (PCdoB).

No contexto

Última sessão do ano na Câmara vota Projeto sobre transporte municipal

Rogério se despede da Câmara com poesia

Entenda como ficaria a Câmara de Caruaru sem o Quociente Eleitoral

Para o líder do governo na Casa, Adolfo José (PSD), que tomou a iniciativa de não disputar reeleição, o mandato foi de novas experiências, e ainda elogiou o vereador Leonardo Chaves, companheiro de partido, que vai para o décimo mandato. “Mesmo sendo de livre e espontânea vontade, a gente sente na hora as bases tremerem, porque a fizemos ótimas amizades, a gente aprende a conviver com coisas adversas, e aprende com quem sabe mais, como é o caso de Leonardo Chaves, que tem sido importante para a Casa, Caruaru e para os novos companheiros”, explicou.

Já Diogo Cantarelli, que foi candidato a vice-prefeito na chapa da oposição este ano, encabeçada por Miriam Lacerda (DEM), considerou que a atual legislatura foi bem representada na Capital do Agreste. “Eu tive oportunidade de estar aqui e carreguei essa gratidão pelo povo de Caruaru, que me concedeu a oportunidade de estar vereador por dois mandatos. Na primeira eleição, com 24 anos, fui eleito o terceiro mais votado em Caruaru. Essa gratidão se transformou em trabalho, porque é esse o trabalho do vereador, algo que todos mostraram, o real papel do vereador. E temos, sim, uma Câmara forte e aguerrida. Outra virá e também será uma grande legislatura a partir de 2013”, salientou.

O vereador Zé Carlos, que obteve 1.957 votos, considerou que cumpriu seu papel no mandato da Casa. “Foi uma legislatura em que trabalhamos bastante, apresentamos muitos projetos e se fôssemos citar, uma noite não daria para citar todas as proposituras”, analisou. Por sua vez, Bruno Lambreta, que obteve 3.205 votos, número significativo, mas não o suficiente no cálculo do quociente eleitoral, destacou sua participação na Mesa Diretora no primeiro biênio da legislatura e também na Comissão de Legislação de Redação de Leis. “Tive a felicidade de fazer parte da Mesa Diretora na gestão de Rogério Meneses e depois pude conviver com ele e com Diogo Cantarelli na Comissão de Legislação e Redação de Leis, cumprindo um trabalho que delegou muitas responsabilidades”, lembrou.

O último discurso de despedida semana passada foi de Rogério, que além de ter preparado um poema para marcar sua atuação parlamentar, também deixou um pedido para o próximo presidente da Casa. “Não sei ainda quem será o próximo presidente desta Casa, mas já deixo o meu pedido para quem assumir, para que possa deixar o espaço aberto para atender nossos pedidos, e já deixo aqui o pedido de realizarem a entrega de um título de cidadão, aprovado recentemente, para homenagear o servidor desta Casa, Mário Pedrosa, e peço inclusive a Lula Tôrres, um grande companheiro de mandato, que possa fazer a entrega no meu lugar”, reforçou Rogério.

Nesta quarta-feira (26) à noite, será realizada a última sessão do ano na Câmara, que teria sido na semana passada, mas devido a um pedido de vistas sobre uma emenda a uma modificação da legislação municipal, foi a agendada esta nova sessão.

Vereadores fazem balanço das ações da Comissão de Legislação e Redação de Leis em Caruaru

20121220-013749.jpg

Os vereadores que compõem a Comissão de Legislação e Redação de Leis da Câmara de Caruaru, Bruno Lambreta (PSD), Diogo Cantarelli (PSDB) e Rogério Meneses (PT), estiveram no programa Conteúdo, da Caruaru FM, nessa quarta (19), para fazer uma avaliação das ações da comissão durante a atual legislatura.

Em pauta, a estrutura de trabalho da comissão, responsável por analisar os aspectos técnicos e jurídicos de todos os projetos que vão à votação na Câmara. Os vereadores defenderam que conseguiram mudar a forma de como as proposituras eram analisadas, contando com o suporte jurídico da Casa, o que teria contribuído, por exemplo, para minimizar a quantidade de falhas em projetos de Lei.

No entanto, eles não se livraram de comentar a polêmica da aprovação dos reajustes para os cargos do Executivo e Legislativo. Enquanto Bruno Lambreta lembrou que os vereadores precisam discutir sobre o que vão decidir a respeito do projeto, quando ele retornar para a Câmara Municipal após oficializado o veto, Diogo e Rogério criticaram que o prefeito poderia ter chegado a um consenso antes com a própria base do governo sobre a aceitação do projeto, além de reclamarem também que o projeto apresentou muitas mudanças de última hora. A entrevista contou ainda com a participação do assessor jurídico da Casa, Márcio Sales, e com os comentários do analista político Arnaldo Dantas.

Confira

Em meio à polêmica do reajuste, projeto de Conselho do Orçamento Participativo ainda não foi votado

Rogério Meneses, em reunião anterior, falava sobre necessidade de melhorar projeto de lei

Já faz duas semanas que o vereador Rogério Meneses comentou em um discurso durante sessão na Câmara Municipal de Caruaru, que o projeto de Lei do Executivo para criação do Conselho Municipal do Orçamento Participativo de Caruaru deveria ser retirado de pauta e reenviado à prefeitura para que fosse melhor analisado. Na verdade, os membros da Comissão de Legislação e Redação de Leis, que Rogério preside, haviam se reunido com o secretário de administração e gestão de pessoas, Antônio Ademildo, para discutir alguns pontos que poderiam ser melhorados na redação do projeto.

Mas, então, nos dias seguintes o foco se voltou completamente para a polêmica do reajuste dos subsídios para o Executivo e Legislativo e até agora, não houve novas informações sobre a análise do projeto. Na verdade, a Comissão de Legislação e Redação de Leis nem voltou a analisar e discutir a redação do projeto, o que só deve acontecer na próxima semana. “Nós havíamos sentado com o secretário Antonio Ademildo para que o projeto fosse retirado, a fim de ajustar alguns pontos na redação do documento e melhorá-lo. No entanto, acredito que na próxima terça, ou na quarta, já que a data da sessão será alterada para o dia 19, poderemos dar um parecer sobre todos os projetos que devem ser votados na última sessão do ano na Câmara”, explicou Rogério. Em sessão anterior na Câmara, uma das principais reclamações do petista, junto com o vereador Diogo Cantarelli (PSDB), estava relacionada ao fato de que os delegados do Orçamento foram definidos antes que a própria lei fosse implantada. Além disso, também reclamaram que as subregiões previstas para dividir a cidade segundo o Orçamento Participativo não ficaram bem definidas.

Confira o depoimento dos vereadores a seguir

Em contato com o secretário de Administração, ele disse que já realizou uma reunião com o procurador da Casa, José Américo, e com o assessor jurídico, Mário Sales, para avaliar o prazo de votação destes projetos. “Nós fizemos uma reunião para avaliar a estrutura dos projetos do Executivo ainda precisam ser votados e o da criação do Orçamento Participativo está na pauta. Acredito que será possível apresentar o projeto e votá-lo sem problemas”, projetou.

CALENDÁRIO

De janeiro a setembro de 2012, a prefeitura municipal realizou reuniões sobre o método a ser adotado no Orçamento Participativo da cidade, credenciamento de ações e de delegados, plenárias regionais e temáticas, instalação de fóruns de delegados credenciados e desenvolvimento e envio da matriz orçamentária do OP. Nos últimos meses do ano, a prefeitura ficará acompanhando a tramitação do projeto do Conselho do Orçamento na Câmara e há a previsão para que em dezembro seja deliberado o plano de investimento nos fóruns regionais. No próximo ano, Louise Caroline assumirá a nova Secretaria de Participação Social, que tem como um dos eixos, a implantação do Orçamento em Caruaru. Ela adiantou ao blog que espera que a votação possa ser feita na próxima semana, mas disse que se isso só puder ter continuidade a partir de 2013, a pasta estará aberta para o diálogo com os vereadores da Comissão de Legislação e Redação de Leis a respeito de mudanças necessárias.

Estudantes irão apresentar proposta para reajuste nos salários do Executivo e Legislativo

20121211-075130.jpg

As atenções da política em Caruaru estão centradas para esta terça-feira (11) na sede provisória da Câmara Municipal de Caruaru. A partir de 9h os vereadores Rogério Meneses (PT), Diogo Cantarelli (PSDB) e Bruno Lambreta (PSD), membros da Comissão de Legislação e Redação de Leis, se reúnem, para finalizar a discussão e emitir o parecer sobre o polêmico projeto que reajusta os salários no Executivo e Legislativo. Os vereadores aceitaram receber uma comissão formada por membros da sociedade civil, que pretendem acompanhar de perto o debate sobre os valores dos novos salários do prefeito, vice, secretários e vereadores.

A prática de receber entidades e representantes sociedade tornou-se comum na atual Legislatura. A Comissão recebeu artistas, servidores da Destra, médicos e em todas as ocasiões, acabou acatando as sugestões dos interessados. Essa é a expectativa dos estudantes Joana Figueiredo, Rik Daniel, Fábio José e Francisco Neto, além da cientista política Ana Maria de Barros. Eles irão levar uma proposta arrojada para o debate. A ideia do grupo é que o percentual se aumento seja o mesmo oferecido aos servidores municipais.

Neste caso, os salários do prefeito e vice seriam reajustados de acordo com o aumento que os servidores receberam nos últimos anos. A mesma tese serviria para vereadores e secretários, wue teriam como base os reajustes observados aos funcionários da Câmara. A ideia vai ser apresentada a Comissão de Leis.

Estudantes vão participar da reunião que vai definir os valores dos novos salários em Caruaru

20121209-200341.jpg

Os vereadores Rogério Meneses (PT), Diogo Cantarelli (PSDB) e Bruno Lambreta (PSD), que são membros da Comissão de Legislação e Redação de Leis, se reúnem, nesta terça-feira (11), a partir de 9h, para finalizar a discussão e emitir o parecer sobre o polêmico projeto que reajusta os salários no Executivo e Legislativo. A surpresa dessa reunião vai ser a presença de uma comissão formada por membros da sociedade civil, que pretendem acompanhar de perto o debate sobre os valores dos novos salários do prefeito, vice, secretários e vereadores.

A comissão é formada pelos estudantes Joana Figueiredo, Rik Daniel, Fábio José e Francisco Neto, além da cientista política Ana Maria de Barros. Eles pretendem analisar a reunião da Comissão e sugerir valores para os possíveis reajustes. Existe ainda a possibilidade de tentarem propor aos vereadores que cancelem o reajuste, mas essa decisão é pouco provável. De acordo com Joana Figueiredo, a meta é dar maior transparência ao debate. “Podemos expressar mais claramente e diretamente a eles nossos argumentos e indignação”, disse a jovem que organizou o protesto ocorrido na última terça.

PARECER – A reunião desta terça deverá definir os valores do reajuste. Baseados no que determina a Lei Orgânica do Município os vereadores irão emitir um parecer favorável ou não ao projeto. De início, a proposta apresentada pela Mesa Diretora foi de salários em 20 mil reais para o prefeito de Caruaru; o novo salário do vice seria de 10 mil e dos secretários e vereadores 11,3 mil.

No entanto a maioria dos vereadores foi contra e propuseram uma nova reunião para que os salários sejam rediscutidos. Os vereadores querem um valor que o salário do prefeito fique maior que o presidente da Câmara, por isso que o novo salário do Chefe do Executivo pode chegar a 24 mil reais. A reunião será na sede provisória da Câmara.

20121209-200142.jpg