Lideranças da zona rural de Caruaru apoiam candidatos de Raquel Lyra

Raquel Lyra recebeu o apoio de lideranças da zona rural de Caruaru, nesta quarta (19), no teatro João Lyra Filho. A prefeita falou aos presentes sobre a importância de apoiar os candidatos da coligação “Pernambuco Vai Mudar”.

“Estou apresentando a vocês os melhores para Caruaru. Nossos serviços estão chegando em cada canto da cidade, da periferia a zona rural, mas não fazemos nada sozinho. O Governo do Estado nos virou as costas, por isso, para mudar, precisamos eleger Armando governador, Bruno e Mendonça para o Senado e Daniel Coelho e Priscila Krause como nossos deputados”, ressaltou Raquel.

Na parte da noite, Raquel reuniu a militância e lideranças para uma caminhada no bairro do Vassoural e conversou com moradores.

Paulo Câmara faz caminhada em Surubim

Nesta quarta-feira (19/08), uma multidão pelas ruas de Surubim acompanhou o governador e candidato à reeleição Paulo Câmara.

Ao lado da prefeita Ana Célia (PSB) e do seu companheiro de chapa Humberto Costa (PT), Paulo destacou que o atual pleito coloca em lados opostos quem historicamente está junto do povo e quem atende outros interesses de grupos privilegiados.

“Está muito claro. A nossa história, a história do nosso lado tem Miguel Arraes, Eduardo Campos e Lula. É o lado do povo. O outro tem aqueles que aumentaram a conta de luz, o preço do botijão de gás de cozinha. É o lado do  pior presidente que o Brasil já teve, é lado da Turma do Temer. Não vamos deixar eles fazerem com o nosso Estado o que fizeram com o País”, realçou Paulo Câmara.

O governador aproveitou o momento para ressaltar a candidatura de Fernando Haddad. “Continuarei olhando os municípios com muito carinho, como faço com Surubim. Tenho o compromisso de ajudar muito a prefeita Ana Célia, tendo a certeza de o futuro presidente Haddad (PT) estará junto conosco”, afirmou.

Em sua fala, Ana Célia pontuou um importante conjunto de obras que o Governo Paulo Câmara entregou em seu município. O que, segundo a prefeita, comprova que a Frente Popular e o governador não medem esforços para atacar os problemas que afligem a população. “E teve obra que nem tinha sido prometida, como as de água e de saneamento. Paulo Câmara é um homem que olha para quem mais precisa e não se nega a ouvir os apelos. Vai governar por mais quatro anos por isso”, apostou. A atividade contou ainda com as presenças dos deputados federal Danilo Cabral (PSB) e o estadual Lucas Ramos (PSB), além de lideranças políticas da região.

Fotos: Hélia Scheppa/PSB

Em São Paulo, Bolsonaro abre 17 pontos sobre Haddad e Alckmin e chega a 30%, diz Ibope

Da Infomoney

O candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, cresceu sete pontos percentuais e chegou a 30% das intenções de voto em São Paulo, segundo pesquisa Ibope regional divulgada nesta quarta-feira (19).

Com isso, ele se isolou na liderança, agora 17 pontos à frente dos dois candidatos empatados em segundo colocado: Fernando Haddad (PT) e Geraldo Alckmin (PSDB) estão com 13% cada um. O petista teve forte crescimento, saindo de 7% no levantamento feito dia 10 de setembro, enquanto o tucano recuou cinco pontos no mesmo período.

Na sequência, Ciro Gomes (PDT) oscilou para baixo, de 11% para 8%, conseguindo assim, ficar tecnicamente empatado no limite da margem de erro com os dois segundos colocados. Enquanto isso, Marina Silva (Rede) também oscilou negativamente, passando de 8% para 6%.

A pesquisa foi realizada entre os dias 16 a 18 de setembro, com 1.512 entrevistados. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos, com nível de confiança de 95%. O registro no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) foi feito sob o protocolo BR-01526/2018.

PSB de Pernambuco expulsa prefeita de Panelas

A Executiva Estadual do Partido Socialista Brasileiro (PSB-PE) anunciou, nesta quarta-feira (19), a expulsão da prefeita de Panelas, Joelma Campos, que declarou recentemente apoio ao candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro e, no Estado, aderiu à postulação do palanque adversário.

A decisão obedece a deliberação do Congresso Nacional Eleitoral do PSB, que, no dia 05 de agosto do corrente ano, aprovou o apoio às candidaturas de centro-esquerda nas eleições presidenciais e em Pernambuco. “Considerando a decisão da prefeita, que desrespeita a deliberação do nosso congresso, e a importância do respeito à fidelidade partidária e aos compromissos históricos do PSB, nosso partido não poderia se omitir diante dessa posição”, comentou o presidente Estadual do PSB, Sileno Guedes.

Ciro Gomes afirma que país não aguenta mais “presidente fraco”

Em sabatina realizada pelo G1 e CBN nesta quarta-feira (19), o candidato do PDT, Ciro Gomes, afirmou que o “Brasil não aguenta mais um presidente fraco”, se referindo à ex-presidente Dilma Rousseff.

O presidenciável fez críticas ao PT e disse ser completamente diferente do candidato petista Fernando Haddad. Sobre um eventual 2° turno, Ciro afirmou que é “arrogância” e “inexperiência” de Haddad esperar seu apoio.

“O Brasil não aguenta mais um presidente fraco, que precise consultar o seu mentor. Não foi assim com a Dilma? Nas antecedências de um impeachment, uma crise tremenda, revelou a inexperiência da Dilma.”

A respeito da pesquisa Ibope, divulgada na noite desta terça-feira, Ciro disse que, mesmo sem avançar nas intenções de voto, não pretende mudar as estratégias da campanha.

O candidato também revelou que preferia que Geraldo Alckmin (PSDB) fosse o seu principal concorrente na disputa eleitoral.

“Pesquisa tem fundamento, mas é um retrato. E se o eleitorado está em convulsão, como está, veja o que está acontecendo: o Alckmin tem metade do tempo de televisão e está caindo. Onde já se viu isso na história brasileira? O Alckmin vendeu a alma para ter tempo de TV e está pagando um preço amargo. Eu inclusive torcia para que a disputa fosse eu e ele. Porque pelo menos era civilidade contra civilidade e não a barbárie contra o sectarismo do PT”.

O presidenciável voltou a explicar a proposta de limpar o nome dos brasileiros endividados no SPC e disse que ela pode ser feita sem afetar a economia.

Desconfiança sobre o processo eleitoral gera mais de 840 mil tuítes em um mês

As eleições têm sido alvo de disputas de narrativas diversas, tendo como uma das frentes a suspeita de fraudes nos resultados da votação. Alguns episódios foram cruciais na mobilização de tal debate como, como a suspensão da implementação do voto impresso pelo Supremo Tribunal Federal no dia 6 de junho e a negativa à candidatura do ex-presidente Lula. Vídeo recém-publicado pelo candidato Jair Bolsonaro em seu Facebook, discursando sobre a possibilidade de fraude das eleições articulada pelo Partido do Trabalhadores, promoveu nova onda de reações em torno da confiabilidade do processo eleitoral. Apenas na rede social, o vídeo gerou mais de 470 mil comentários até as 13h desta terça-feira.

Em um mês, de 19 de agosto a 18 de setembro, a desconfiança sobre a lisura das eleições mobilizou 841.800 menções no Twitter. Os debates foram polarizados em ao menos duas linhas: uma questionando o processo eleitoral sem a presença do ex-presidente Lula como candidato; outra, associada a Bolsonaro, questionando a confiabilidade das urnas eletrônicas e de todo o processo ao redor do pleito.

Lula e Bolsonaro

As menções que associaram a impossibilidade de Lula ser candidato a uma possível fraude nas eleições foram mais intensas no mês de agosto, sobretudo em repercussão à nota do comitê de direitos humanos da ONU recomendando que o Estado brasileiro permitisse a candidatura do ex-presidente. A hashtag #eleiçãosemlulaéfraude reuniu a maior parte das menções desta linha.

Já os comentários relacionados a Jair Bolsonaro fizeram referência a suposições de adulteração da urna eletrônica desde pleitos anteriores e à fala do presidenciável justificando uma possível derrota em outubro devido a fraude no sistema de votação e a potenciais manobras contra sua figura.

O pico do debate ocorreu dia 29 de agosto, com cerca de 205 mil tuítes sobre o assunto. A alta ocorreu em virtude da entrevista de Bolsonaro para a GloboNews, em que o presidenciável afirmou que não acredita em pesquisas eleitorais.

Pesquisas

Sobre o tema, alguns usuários questionaram os resultados apresentados pelos principais institutos de pesquisa do país, especialmente no que diz respeito aos altos índices de rejeição associados a Bolsonaro, afirmando que o candidato teria mais apoio do que o apresentado. Para comprovar tal tese, métricas como o número de likes ou retuítes foram contados — para tal, os usuários provocaram interações como “se você vai votar em Bolsonaro, curta esse tuíte”.

Em resposta, usuários contrários ao candidato fomentaram uma série de tuítes mudando o seu sentido original, tentando demonstrar suposta falta de apoio ao presidenciável. Os sete tuítes mais compartilhados de todo o período foram menções irônicas desse tipo, comparando a aceitação do candidato com a preferência por fotos de gatos, de pessoas idosas, de carros e outros, como, por exemplo, “se você vai votar no Bolsonaro, curta; se vai votar nesse gato, compartilhe”.

O material completo segue no link: http://goo.gl/D8TpYt

Artigo – Literatura de Cordel é patrimônio cultural do Brasil – por Paulo Naílson

*Blog do Paulo Nailson

O Brasil ganhou, hoje (19/9), um novo patrimônio cultural. Em reunião no Forte de Copacabana, no Rio de Janeiro, o Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural aprovou por unanimidade o registro da literatura de cordel como patrimônio imaterial.

Agora a tarde está sendo avaliado o tombamento do Acervo Arthur Bispo do Rosário como patrimônio material. Amanhã (20/9), quatro outros bens serão avaliados: Procissão do Senhor dos Passos, em Florianópolis (SC), Sistema Agrícola Tradicional das Comunidades Quilombolas do Vale do Ribeira (SP) e os terreiros de candomblé Ilê Obá Ogunté Sítio Pai Adão, em Recife (PE), e Tumba Junsara, em Salvador (BA).

A presidente da Academia Caruaruense de Literatura de Cordel, Dilma França, nos falou da alegria desse reconhecimento:

“Ainda estou extasiada. Sonho ou realidade? Mas vi que foi realidade. Nada mais justo para nossa região, para nossa academia em particular, para uma cultura de modo geral. É a valorização, E o reconhecimento que estava faltando para nossa Cultura, para nossa literatura de cordel. É um avanço que precisa ser comemorado. Estamos de PARABÉNS todos e todas cordelistas do Brasil e principalmente nos do Nordeste, ou melhor dizendo, de Caruaru. Que todos saibam disso!”

“Com o reconhecimento do cordel como patrimônio imaterial, a memória cultural e a produção literária popular ficarão guarnecidas. Ações de salvaguarda deverão receber apoios efetivos. Assim, os cordelistas do passado serão melhor reverenciados, os que estão em atividade obterão mais condições de produzir e as novas gerações serão estimuladas a preservar esse tipo de produção. O cordel ganha, e, com ele, todo o Nordeste e a cultura brasileira.” pontuou Jenerson Alves, vice-presidente da Academia Caruaruense de Literatura de Cordel.

Outro cordelista procurado pelo blog foi o jovem Jefferson Moisés, “eu fiquei muito feliz em saber disso, pois quando iniciei na arte literária ano passado, 2017, imaginava que a Literatura de Cordel estava esquecida, tinha medo que os mais jovens não tivesse interesse com a Literatura ao ponto de achar que ela realmente não fosse importante nos dias de hoje como era antigamente, mas convivendo ao fundo, participando de festivais, fazendo apresentações em escolas,conhecendo outros poetas de vários lugares do Brasil cheguei ao conclusão de que nossa literatura de Cordel está sendo preservada sim pelos poetas populares,muitos jovens estão sim interessados na arte e isso nos dá mais vontade de aprender mais ainda é poder mostrar a todos essa nossa rica Cultura Nordestina principalmente contando através desse Patrimônio Imaterial que é nossa Literatura de Cordel.”

“Que bom, demorou mais aconteceu” falou Nelson Lima, segundo secretário da Academia Caruaruense de Literatura de Cordel. “Estávamos a muito tempo já aguardando esse título. É um título novo, pois o Patrimônio Cultural e Imaterial de Cordel já estava instituído em tudo quanto é cidade de nosso Brasil. Esse Patrimônio já existia mas não havia reconhecimento. Agora, graças à Deus, com essa reunião lá no Rio de Janeiro, resolveram afixar esse título. Já sendo agora o novo Patrimônio Cultural do Brasil. Agora os cordelista poderão ter mais ânimo para continuar escrevendo essa rica literatura, como também os leitores irão na certa aumentar e isso será bom para todos.” completou Nelson.

Natural de Carpina, Ivaldo Batista falou ao blog sua opinião: “Acompanhei de perto essa luta. Muitas reuniões para debater o tema. Estive no Crato onde o pessoal vieram do Rio foi explicado cada passo deste processo. Depoimentos, acompanhamentos e empenho de muitos profissionais. Finalmente a luta conseguiu atingir seu objetivo. O cordel é patrimônio imaterial. Trata-se de um reconhecimento do valor que a literatura tem para o Brasil. É sobre tudo uma coroação pra os cordelistas que têm papel relevante na cultura brasileira.”

Finalizando, o presidente da Academia caruaruense de Cultura, Ciências e Letras (ACACCIL), Agildo Galdino, em nome dos acadêmicos relatou a relevância do título “Acho que é muito importante para nossa cultura e para o cordel. Nada mais justo esse reconhecimento de tornar a Literatura de Cordel Patrimônio Imaterial. Está se fazendo justiça!”

Sobre o Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural

O Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural é o órgão colegiado de decisão máxima do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), instituição vinculada ao Ministério da Cultura (MinC), para as questões relativas ao patrimônio material e imaterial.

São 26 conselheiros que representam os ministérios da Educação, das Cidades, do Turismo e do Meio Ambiente, o Instituto Brasileiro dos Museus (Ibram), o Conselho Internacional de Monumentos e Sítios (Icomos), o Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB), a Sociedade de Arqueologia Brasileira (SAB), a Associação Brasileira de Antropologia (ABA) e mais 13 representantes da sociedade civil, com especial conhecimento nos campos de atuação do Iphan.

Asces-Unita promove Painel das Eleições 2018

O Brasil passa por um momento decisivo politicamente e é necessário que o assunto seja amplamente discutido para ajudar o eleitorado a tomar sua decisão no próximo dia 7 de outubro. Por isso, o curso de Ciência Política da Asces-Unita, com apoio do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação, pretende fomentar o debate dentro da academia por meio do evento Painel das Eleições 2018, que será promovido nesta quinta (20), das 14h às 18h, no auditório do Campus I da Asces-Unita.

O Painel tem o objetivo de oferecer um momento de debate qualificado sobre os cenários eleitorais no plano nacional e estadual. O evento vai abordar aspectos políticos e as consequências econômicas das incertezas geradas pelo pleito de 2018.

Com espaço para estudantes da instituição, empresários, políticos e gestores municipais da região, o evento terá a participação dos painelistas Maurício Garcia, do Instituto Opnus e ex-diretor regional do IBOPE Inteligência, e Thobias Silva, conselheiro econômico da TCP LATAM, com mediação do coordenador dos cursos de Ciência Política e Administração Pública da Asces-Unita, Vanuccio Pimentel.

Crianças do Primeira Infância Caruaru recebem livros do Projeto Itaú Social

O Programa Primeira Infância Caruaru / Criança Feliz realizou, nesta quarta-feira (19), a entrega de livros doados pelo Projeto Itaú Social para as crianças que estão sendo acompanhadas no município pelo SUAS. O evento aconteceu no CRAS Centenário, onde foi realizada uma palestra sobre higiene bucal na gestação e na primeira infância com a dentista da USB do Centenário, Eroneide Garcia.

Teve um momento voltado para os pequenos com contação de histórias proporcionado pelo arte-educador do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), Rosberg Adonai, que leu um dos livros do projeto. A oportunidade foi também para tratar da importância do lúdico no fortalecimento dos vínculos entre os membros das famílias. “Acho importante ler pro meu filho para ele ir escutando e aprendendo. Vai ser um estímulo para quando ele tiver maiorzinho ter vontade de pegar um livro para ele mesmo ler sozinho”, pontuou Maria Michelle Silva, do bairro São Francisco, mãe de Nicolas Pietro da Silva, de um ano e cinco meses.

O Itaú Social disponibilizou 2000 títulos que vão ser entregues pelas equipes do programa Criança Feliz de Caruaru nas casas das crianças acompanhadas pela iniciativa. Todas receberão publicações de histórias como E o dente ainda não dói, de Ana Terra, e O Mundo Inteiro de Liz Barton e Maria Frazee.

Justiça Eleitoral decide que inserções criticando promessas não cumpridas de Paulo devem ser mantidas

A Justiça Eleitoral decidiu, mais uma vez, que as críticas à atual gestão podem permanecer no rádio e na TV. A campanha de Armando tem resgatado as promessas de Paulo Câmara durante a campanha de 2014 e comparado com a realidade atual de Pernambuco. Há quatro anos

“Paulo prometeu construir hospitais, UPAs, implantar o bilhete único e uma série de ações que não foram entregues à população. Desde que os filmes foram ao ar a campanha do atual gestor tenta retirá-los da mídia eletrônica, alegando que a imagem dele estaria sendo atingida no campo pessoal”, disse Armando Monteiro.

“A meu ver, o que se pretendeu mostrar ao eleitor foi que Paulo Câmara não teria concretizado determinados pontos que assumiu para efetivar em seu mandato (atual). Daí, cabe a cada eleitor tirar suas conclusões, levando em conta, sempre, as demais obras realizadas e outras convicções que venha a ter sobre o tema. O embate da espécie tem dessas coisas, quem entra no jogo eleitoral sabe que terá seus feitos trazidos a público, muitas vezes de forma negativa. Não foi feita qualquer referência à esfera pessoal de Paulo Câmara. A figura em questão, ali, é tão só a do candidato, fazendo-se uma concatenação entre algumas de suas propostas, nas últimas eleições passadas, e o que se teve neste mandato em curso”, afirma o desembargador eleitoral Vladimir Souza Carvalho, na decisão assinada nesta quarta-feira. Para o coordenador jurídico da campanha de Armando, Walber Agra, a posição da Justiça Eleitoral permite que o debate político seja mais aberto. “Tratam-se de promessas não cumpridas no âmbito da discussão pública. O atual governador se comprometeu com o povo de Pernambuco e as pessoas têm o direito de questionar”, ponderou Agra.