Lícius: “Os números da pesquisa revelam um quadro preocupante. A Frente Popular deve avaliar o quadro”.

O presidente da Câmara de Caruaru,  Lícius Cavalcanti (PCdoB), fez uma análise sobre a pesquisa divulgada hoje pelo Instituto Exatta na Folha de Pernambuco. O comunista disse que a situação é preocupante e que a Frente Popular deve avaliar os números apresentados. Para ele, o fato de 14% não querer votar em nenhum dos candidatos e 10% não opinar sobre os nomes mostra uma situação de renovação na cidade.

“A pesquisa traduz o momento. O jornal colocou cinco bons nomes, mas a população revela dados que poderiam ser melhores e ter uma aceitação melhor. Os números foram abaixo do esperado, as grandes lideranças ficaram com um percentual baixo. Vejo hoje uma grande dificuldade de algumas lideranças em Caruaru, os números da pesquisa são claros: temos 14% de pessoas que não querem votar em nenhum dos nomes apresentados e outros 10% não sabem ou não opinaram. O número de 24% representa uma revolta da população. Com esses dados, a Frente Popular tem que avaliar isso, é um quadro preocupante e a eleição se encontra aberta, a população ainda não se decidiu sobre o futuro gestor da cidade”, disse.

O nome de Lícius vem sendo apresentado por algumas lideranças como pré-candidato a prefeito. O próprio comunista em algumas entrevistas diz que tem a intenção de disputar, mas em público nega a intenção. No entanto, para algumas lideranças, se Lícius tivesse apresentado o nome como pré-candidato, poderia ter pontuado bem na pesquisa. Para Lícius, o debate deve ganhar alguns capítulos nos próximos dias. “Agradeço ao apoio recebido das lideranças e de partidos, principalmente do companheiro Rogério Meneses, mas em nenhum momento disse que era pré-candidato. O diretório local do PCdoB aposta como o meu nome do partido para postular uma candidatura, além de integrantes do PT e do vereador Demóstenes Veras. São pessoas que simpatizam com a ideia e fico agradecido. O partido vai querer participar das discussões sobre a eleição, pode ter certeza disso. O debate feito por meia dúzia de pessoas não cabe mais”. Explanou sem confirmar se vai ser candidato.

Comunista pode ser candidato a prefeito e diz que os números preocupam a Frente Popular

 

 

Mesmo em silêncio Miriam Lacerda mostra força em todos os cenários

Desde que deixou a vaga na Assembleia Legislativa que a ex-deputada Miriam Lacerda (DEM) evita falar com a imprensa. Em pouco mais de dois anos, ele concedeu apenas uma entrevista a Revista Conteúdo, na edição outubro do ano passado. Mesmo distante da mídia e apenas usando o twitter de forma esporádica, a pontuação da democrata na pesquisa Exatta/Folha divulgada hoje mostra a força que a ex-deputada tem junto aos caruaruenses.

Ela aparece bem em todos os cenários. Na pesquisa estimulada, a ex-deputada tem 31% e empata tecnicamente com o prefeito Zé Queiroz (PDT), que somou 35%. Já na pesquisa espontânea, o prefeito continua em vantagem, sendo lembrado por 23% dos entrevistados, contra 12% de intenções de voto para Miriam. Entretanto, Tony Gel (DEM) somou 5%, o que significa que o casal, junto, obteve 17%, também se aproximando do percentual de José Queiroz.

Outro dado interessante a respeito de Miriam Lacerda versa sobre a segunda opção dos 400 eleitores entrevistados pelo Exatta. A pesquisa revela a dificuldade do prefeito de Caruaru, Zé Queiroz, em ser a segunda opção dos entrevistados, caso eles não possam votar no nome de sua escolha. O pedetista só recebeu 5% das intenções de voto. Nesse quesito, a secretária estadual de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Laura Gomes (PSB), foi quem se deu melhor, com 22%, seguida por três nomes da oposição: a ex-deputada Miriam Lacerda, com 14%; o vereador Diogo Cantarelli (PSDB) e o empresário Rivaldo Soares (PMDB), ambos com 10%. O secretário de Meio Ambiente do Recife, Marcelo Rodrigues (PV), obteve 1%.

Entre os eleitores declarados de Miriam, apenas 8% votariam em Queiroz, caso a democrata não estivesse na eleição. A maioria (20%) optaria por Laura Gomes, enquanto 13% escolheriam Rivaldo e 11% optariam por Cantarelli. Por outro lado, 26% dos eleitores de Queiroz ficariam com Miriam; 25% com Laura; 9% com Cantarelli; e 7% com Rivaldo. O prefeito não obteve vantagem nem no grupo de eleitores de Laura, do qual receberia 16%, ante 21% que optariam pela democrata.

 

Matrículas para o Projovem Urbano 2012 começam na quarta

As matrículas devem ser realizadas a partir do dia 1 de fevereiro, nas escolas municipais Professor José Florêncio Neto (Machadinho), Cristina Tavares, Leudo Valença, Josélia Florêncio, Paulina Monteiro (antiga escola Santos Dumont) e Colégio Álvaro Lins, na zona urbana. Este ano, uma escola do campo também será contemplada, é a Escola Municipal Cesarina Moura, na Vila do Rafael.

O Projovem Urbano tem o objetivo de promover a inclusão social dos jovens brasileiros entre 18 a 29 anos que, apesar de alfabetizados, não concluíram o ensino fundamental, buscando sua reinserção na escola e no mundo do trabalho. Além da formação básica, os alunos também participam de cursos de qualificação profissional nas áreas de vestuário, telemática e construção e reparos/instalação.

Os alunos devem comparecer as unidades escolares levando cópia dos seguintes documentos: RG, histórico escolar ou declaração, comprovante de residência, CPF, PIS, PASEP OU NIT.

Mais informações, os interessados devem ligar para Secretaria de Educação (81) 3701-1333, ramal 215.

 

         

Saúde segue sendo o principal calo da gestão de Zé Queiroz. Educação tem a melhor avaliação

A pesquisa do Exatta também avaliou a questão administrativa da Gestão do prefeito Zé Queiroz. O maior problema da atual gestão continua sendo a saúde. Para 86% dos entrevistados, esse é o serviço que precisa de mais providências a se­rem tomadas com urgência, enquanto 52% elegeram a segurança e 35% optaram pela educação. Veja os números: saúde (61% de ruim e péssimo contra 15% de bom e ótimo), limpeza de canais (46% e 24%, respectivamente), pavimentação e calçamento de ruas (45% e 29%), segurança (40% e 28%) e trânsito e mobilidade (39% e 31%).

Os dados revelam que o recapeamento asfáltico e a Destra, ainda não são do agrado de grade parte da população. A educação apresenta altos índices de avaliação e supera a geração de empregos. Vamos aos números: educação (46% de bom e ótimo, contra 18% de ruim e péssimo), geração de emprego (41% e 28%, respectivamente) e transporte (39% e 25%).

Governo de Zé Queiroz é aprovado por 52% dos caruaruenses

O prefeito comemora a aprovação da gestão por 52%. Imagem: Paulo Roberto/BMF

A pesquisa do Instituto Exatta revela a recuperação do prefeito Zé Queoroz quando o assunto é avaliação. A pesquisa constatou que 52% aprovam seu governo, enquanto 44% desaprovam. Apenas 4% dos 400 entrevistados não souberam ou não opinaram. A avaliação administrativa da gestão, entretanto, não foi tão positiva. O pedetista recebeu 35% de bom e ótimo, enquanto 38% acham a administração ruim ou péssima. Para 26%, ela é regular, enquanto 1% não soube ou não opinou.

Como era de se esperar, a dificuldade de Queiroz é identificada em serviços como saúde (61% de ruim e péssimo contra 15% de bom e ótimo), limpeza de canais (46% e 24%, respectivamente), pavimentação e calçamento de ruas (45% e 29%), segurança (40% e 28%) e trânsito e mobilidade (39% e 31%).

O pesquisador do Instituto Exatta, João Matos, adverte que os índices ainda podem se alterar até o pleito de outubro, e lembra que Queiroz tem um trunfo: o apoio do governador Eduardo Campos (PSB), que registrou 88% de aprovação em Caruaru, ante 8% de desaprovação e 4% não souberam ou não avaliaram seu governo. “O governador Eduardo Campos pode ser um guindaste para o prefeito, ajudando-o a se levantar, e, paralelamente, um bate-estaca na cabeça dos adversários de José Queiroz”, brinca Matos.

Pesquisa indica empate técnico entre Zé Queiroz e Miriam Lacerda

A eleição em Caruaru deve realmente ser uma das mais disputadas da história. A pesquisa do Instituto Exatta divulgada hoje pela Folha de Pernambuco mostra um cenário disputadíssimo entre as duas principais lideranças na cidade. Segundo o Exatta, o prefeito José Queiroz está na frente das intenções de voto em Caruaru. Ele tem 35%, em segundo lugar aparece Miriam Lacerda com 31% da preferência na pesquisa estimulada, cuja margem de erro máxima é de 4,9%, o que configura empate técnico. Ainda apareceram na pesquisa estimulada, a secretária estadual Laura Gomes com 5%, Diogo Cantarelli com 3% e Rivaldo Soares 2% . Entre os eleitores, 14% disse que não votariam em nenhum e 10% não sabem ou não opinaram.

 

Com esta margem de erro, o prefeito José Queiroz tem entre 30% e 40% e a ex-deputada tem entre 26% e 36%. Queiroz também leva vantagem na pesquisa espontânea, quando o nome do candidato é apresentado ao eleitor. O prefeito foi lembrado por 23% dos entrevistados, contra 12% de intenções de voto para Miriam. Nesse cenário, o deputado estadual Tony Gel somou 5%, o que significa que o casal, junto, obteve 17%, também se aproximando do percentual de José Queiroz. Diogo Cantarelli e Rivaldo Soares obtiveram 1%. Já Laura Gomes e Marcelo Rodrigues também foram lembrados, mas não chegaram a 1%, enquanto 11% dos entrevistados declararam não votar em nenhum nome, enquanto 47% não souberam ou não opinaram.

Artistas e Conselheiros Tutelares devem ir à Câmara nessa terça

Petista é o presidente da Comissão de Leis da Câmara. Imagem: Paulo Roberto/BMF

Ficou para amanhã a reunião da Comissão de Legislação e Redação de Leis da Câmara de Caruaru. Mesmo em recesso, o debate na Comissão diz respeito a dois Projetos enviados na semana passada, pelo Prefeito Zé Queiroz (PDT). O primeiro cria um novo Conselho Tutelar em Caruaru, para atender com exclusividade a zona rural do município. O segundo vai permitir que exista menos burocracia, no que diz respeito a autonomia da Fundação de Cultura e Turismo da cidade, uma espécie de Lei Municipal de Incentivo à Cultura.

Nos dois casos representantes da sociedade foram convidados pela Câmara para conhecer os Projetos e dar sugestões sobre a redação dos mesmos. Essa postura da Casa acontece desde que o vereador Rogério Meneses (PT) assumiu à presidência da Comissão. Junto aos vereadores Bruno Lambreta (PP) e Diogo Cantarelli (PSDB) promoveram essa importante mudança, afinal é uma questão essencial, as pessoas devem participar da elaboração das Leis.

A reunião da Comissão está prevista para ter início a partir de 8h na sala das Comissões da Câmara. O presidente da Casa, Lícius Cavalcanti (PCdoB) e o secretário de Administração e Gestão de Pessoas, Antônio Ademildo, também devem participar da reunião. Se juntam a eles, o secretário Jurídico da Câmara, Márcio Sales e o servidor Vicente Sabino.

 

 

Fim de semana de articulações para Miriam Lacerda

A ex-deputada e pré-candidata a prefeita pelo DEM em Caruaru, Miriam Lacerda, passou o fim de semana fazendo visitas a diversas comunidades de Caruaru. A movimentação mostra a intenção da ex-deputada em concorrer a prefeitura. As visitas indicam que a oposição não sentiu o abalo da retomada do PMDB por parte de Reginaldo França, ex-aliado do grupo liderado pelo deputado estadual Tony Gel (DEM).

Pelo twitter a pré-candidata, destacou as ações. “Sexta-feira estive em Itaúna participando da Festa de São Sebastião com os amigos Joel, Dona Gilsa, Evandro, Galego de Lajes e Rui Rosal. No sábado estive com o amigo Lairton no Alto da Balança participando da Festa de São Sebastião, na Paróquia Nossa Senhora Aparecida. Hoje (domingo) estive no bairro do Salgado participando de um almoço promovido pela amiga Manu em sua casa”.

 

Givaldo Calado bate o pé e diz que continua pré-candidato pelo PSB em Garanhuns

 

A indicação do presidente da Amupe, Antonio João Dourado, para ser candidato pelo PSB em Garanhuns segue gerando muita polêmica na cidade. Dessa vez foi uma carta enviada pelo empresário Givaldo Calado (PSB). Ele confirmou ao governador Eduardo Campos a intenção de ser candidato do partido na Cidade das Flores. Eis a carta.

Excelentíssimo
Senhor Governador do Estado de Pernambuco
Eduardo Henrique Accioly Campos
M. D. Presidente Nacional do Partido Socialista Brasileiro – PSB

Senhor Presidente,

Saúdo em V.Exa. a todos os companheiros que trabalham com empenho e coerência pelo crescimento do Partido Socialista Brasileiro -PSB, inserindo-o neste momento virtuoso que vivem Pernambuco e o Brasil, como não temos notícia em nenhum capítulo de nossa História. Não tenho dúvida, Senhor Governador, de que a consagração do seu trabalho é que faz do nosso Partido uma agremiação política com presente notável e um grande futuro.

Tenho muito orgulho de fazer parte desse trabalho, modestamente, em meu pequeno mundo, Garanhuns. Aqui, onde o PSB alcançou uma dimensão, que poucos partidos tiveram até hoje, abrindo a análise e a discussão de todos os grandes problemas sociais da região, uma iniciativa extraordinária dos companheiros – especialmente do presidente da Comissão Municipal Provisória, Ivan Rodrigues, cuja história pessoal e política dispensam qualquer comentário.

E porque o Partido tem se destacado na mobilização de lideranças locais – de todos os setores – para encontrar os melhores caminhos não apenas para Garanhuns, mas para todo o Agreste Meridional – inevitavelmente começaram a surgir nomes possíveis para governar nosso município a partir do próximo ano.

Estou sendo colocado honrosamente como pré-candidato e é nessa condição que me dirijo a V.Exa. para dizer como dizia o poeta: “É o tempo da travessia /E se não ousarmos fazê-la/Teremos ficado para sempre/À margem de nós mesmos”.

Aceitei, e aceito, a sugestão da pré-candidatura porque nunca me perdi na travessia, nunca admiti ficar à margem de mim mesmo. Tenho absoluta certeza de que não o faço pela vaidade de dirigir Garanhuns, mas por conhecer os problemas da cidade, do município, e ter a convicção de que saberei enfrentar cada um – se chegar à Prefeitura -, com o apoio de V.Exa. e de todos os companheiros de Partido.

Advogado e empresário, sempre fui, sobretudo, político, no sentido mais abrangente do termo, e por isso me dedico, em cada dia de minha existência, a pensar a cidade e todos os seus obstáculos. A descobrir os caminhos possíveis para realizar os sonhos possíveis, e um deles é coletivo: a melhoria da qualidade de vida para todos.

Por isso ouso procurar V.Exa. de uma forma diferente de outros dias, quando busquei o Partido para me fazer um dos militantes, contribuindo para o momento histórico que Pernambuco vive, governado pelo aprendiz de Miguel Arraes de Alencar, que se transformou no mestre de todos nós.

Estou me apresentando a V.Exa. como pré-candidato a prefeito de Garanhuns nas eleições deste ano. E me empenho para que o Partido chegue unido e mais forte à eleição municipal, fazendo de 2013 o ano em que nosso município – como Pernambuco vem fazendo –  iniciará um trabalho histórico de crescimento, gerando trabalho e renda, fazendo as transformações inadiáveis, com a celeridade que exigem os novos tempos.

Fui advogado militante; advogado do Banco Nacional da Habitação e da Caixa Econômica Federal, como também dirigente sindical e vereador, e hoje sou ativo empresário dos ramos da construção civil e da hotelaria na minha cidade de Garanhuns. Além de ter exercitado forte militância estudantil e partidária, e no nosso partido seu presidente municipal por vários anos, a ele voltado pelas mãos honradas do nosso bravo companheiro e presidente Ivan Rodrigues da Silva. Portanto, julgo-me preparado para exercer o honroso cargo de prefeito da minha cidade como assim o fez o grande líder garanhuense, meu sogro, Amílcar da Mota Valença.

Na certeza de que V. Exa., na condição de defensor intransigente dos postulados democráticos, reconhecido por todo o povo pernambucano e brasileiro, atenderá ao meu pedido no sentido que se exercite a democracia no nosso partido em Garanhuns, subscrevo-me.

Saudações socialistas.

Garanhuns, 25 de janeiro de 2012

Givaldo Calado de Freitas

Opinião: Democratização da Gestão Pública e controle social através do OP. Por Paulo Nailson

O Orçamento Participativo é, hoje, reconhecido no mundo todo como uma das mais importantes inovações em termos de domocratização da gestão pública. Como a administração local tem dito, não existe um padrão absoluto e a diversidade de formatos é uma fonte de riquezas para o avanço geral da prática do OP.
OP é fruto da pressão feita pelos movimentos sociais por melhoria da qualidade de vida no perímetro urbano. Desde a década de 70, que se apela por uma maior participação da população na definição dos rumos da sociedade brasileira.  Depois de destaques significativos em cidades como Vitoria, Vila Velha (ES), Recife (PE) e Porto Alegre (RS) sendo esta última premiada nacional e internacionalmente, que as experiências da participação popular na aplicação do dinheiro público tiveram uma maior visibilidade. Entre 1997 e 2000 cerca de 140 municípios brasileiros começaram a desenvolver ações para consolidar OP. Nos últimos dez anos esse número só aumentou.

Em Caruaru, algumas reuniões já estão acontecendo para consolidação do mesmo. Sendo o passo mais recente, o Caruaru 2030. O OP trabalha uma transformação na cultura política possibilitando uma maior transparência na elaboração e execução do orçamento e inibindo a corrupção e o clientelismo. As plenárias temáticas do OP de nossa cidade já devem começar nas próximas semanas.

Ainda não sabemos se o OP que se forma é apenas consultivo ou deliberativo.
Nosso desejo é que apesar das contradições e interesses diversos, a vontade pública dos que governam e a sociedade civil façam do OP Caruaru um projeto bem sucedido. Onde todos juntos possam superar os desafios de sua implementação e ampliar o alcance da participação dos cidadãos(ãs).
No caso do PC do B, a história desempenhou um papel fundamental no seu nascimento e na sua afirmação frente a outros grupos de esquerda, em particular ao PCB. Nesse caso, foi travada uma verdadeira batalha entre os dois partidos pela memória e história da tradição comunista brasileira.

VERGONHA NACIONAL
Cerca de 2 mil famílias, aproximadamente 10 mil pessoas, que ocupavam um terreno abandonado desde 2004, foram expulsas violentamente no domingo, 22. A área, na cidade de São José dos Campos (SP), pertence ao empresário Naji Nahas, e a comunidade vinha requerendo o direito a permanecer no local. Na sexta-feira, 20, decisão do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, do desembargador Antonio Cedenho, suspendeu a ordem de reintegração de posse da ocupação. Mesmo com a decisão federal, a polícia militar realizou a desocupação com forte aparato, com helicópteros, blindados, armas, bombas de gás e pimenta, a mando do governador do Estado de São Paulo. Manifestações contra a ação violenta permanecem acontecendo pelo país. Voltamos à barbárie?

FÓRUM SOCIAL MUNDIAL
Um dos momentos para aprofundamento da perspectiva dos movimentos sociais sobre a crise e, ao mesmo tempo, para apresentar as propostas de lutas comuns, será organizado amanhã, durante a “assembleia dos movimentos sociais”, que deve reunir os movimentos brasileiros atuantes na Coordenação dos Movimentos Sociais (CMS), passando por organizações internacionais e também aquelas no campo da Alternativa Bolivariana para as Américas (Alba). Esse processo busca pautar a Rio+20 por meio da Cúpula dos Povos, que acontecerá paralelamente ao evento oficial, em junho de 2012. Mais que isso, pretende organizar um calendário comum de ações.

UM NOVO PROJETO SOCIALISTA É POSSÍVEL?
“A tipologia tradicional dos partidos de esquerda hoje está esgotada e os novos movimentos sociais ainda não conseguiram transcender o nível de mobilização de rua para o de organização política. A esquerda precisa recuperar a ideia de socialismo, mas não há nenhum acordo sobre como fazer isso”.
Tarço Genro – Carta Maior

Paulo Nailson é militante político com atuação em movimentos sociais, Membro da Articulação Agreste do Fórum de Reforma Urbana (FERU-PE) e Articulador Social do MTST. Edita a publicação cristã Presentia. Foi filiado ao PT por mais de 10 anos. Cursa Serviço Social