Coluna da segunda: A feira e o impulso na economia do Agreste

Impressionante! Essa é a palavra que define o ritmo nas cidades de Santa Cruz, Toritama e Caruaru nesse fim de semana. O dia de domingo foi de intenso movimento nas três cidades e milhões de reais circularam garantindo bons negócios para compradores e feirantes. O medo que a crise do lixo hospitalar pudesse afetar as vendas foi por água abaixo. Mesmo sem ter números oficiais, empresários garantem que esse é o melhor fim de ano dos últimos tempos.

As cidades têm cada uma sua particularidade e formam um grande cinturão para a geração de empregos diretos e indiretos.  Hoje, não existe a informação concreta da quantidade de pessoas que vivem exclusivamente do Polo de Confecções do Agreste. Segundo estimativas dos próprios empresários existem aproximadamente 22 mil empreendedores, que geram cerca de 150 mil empregos. Uma prova que a pujança da nossa região está literalmente conectada ao setor de confecções. Em Santa Cruz do Capibaribe, essa melhora se traduz em número de carros, ônibus e vans que chegam semanalmente ao maior Parque de Confecções do Brasil. Por semana, dados do próprio empreendimento contabilizam cerca de 600 veículos no estacionamento do parque. São compradores que vem de todos os recantos do Brasil, em busca de comprar peças a baixo custo com alta qualidade.

Em Caruaru, temos o exemplo de uma comunidade que segue a passos largos no rumo de bons negócios. Aqui, o debate sobre a saída ou não da feira foi deixado de lado e todos querem fazer negócios e garantir um Natal mais gordo. Mas é necessário repensar a feira, como a questão é muito delicada, isso só deve mesmo acontecer em 2013, já que são milhares de votos em questão. O primeiro passo já foi dado e hoje existe o mínimo de organização.

O Polo de Confecções deve servir de estudo para o restante do Brasil. São pessoas que têm orgulho de empreender e hoje possuem grandes empresas, muitas delas começaram no fundo do quintal e hoje são a base de sustentação de famílias que vêm de cidades de todo o interior de Pernambuco e outros estados.  

JOÃO LYRA – Pelo jeito o vice-governador não quer saber em fazer as pazes com o prefeito Zé Queiroz. Ontem no Diario de Pernambuco ele chutou mais uma vez o balde. Disse que não existe diálogo no PDT e que só teve uma reunião com Zé Queiroz, desde a eleição do mesmo em Caruaru.

JOÃO LYRA II – O pedetista assume o governo de Pernambuco a partir de hoje. Ele vai ficar no comando do estado até o dia 28, quando terminam as férias de Eduardo Campos. O socialista viaja para três países da Europa. Essa será a 30ª que João Lyra assume a cadeira de governador.

CONFIANTE – O prefeito Zé Queiroz evita polemizar sobre as declarações de João Lyra. Ele se reuniu com o governador Eduardo Campos e saiu otimista da conversa. Disse que ser aliado de um governador com 86% é uma boa premissa para um ano pré-eleitoral.

DÚVIDA – A reunião entre Queiroz e Eduardo aconteceu na véspera da viagem do socialista para a Europa. Praticamente foi a última conversa de ambos antes do fim do ano. Mesmo fugindo do assunto, as declarações de João Lyra estiveram na pauta.

FRENTE – Na próxima sexta, a Frente Parlamentar de Comunicação realiza audiência em Caruaru. O evento está previsto para ter início às 9h e vai ser realizado na Câmara. O deputado Ricardo Costa é o presidente da Frente, que já circulou por todo estado.

ARTICULAÇÃO – O fim de semana foi de intensa articulação para o deputado Tony Gel e ex-deputada Miriam Lacerda. O casal passou o fim de semana fazendo visitas as lideranças na cidade e na zona rural.  

PSDB EM GOIÁS – No próximo fim de semana o vereador Diogo Cantarelli segue para Goiás. Por lá será realizado o Congresso Nacional do PSDB. No evento, será debatida a questão das novas candidaturas, um prato cheio para o tucano que sonha com o voo solo.

Opinião: “O povo quer atenção”. Por Renata Torres

Há quase oito anos comecei a trabalhar como repórter. Entre uma uma pauta e outra sempre caía alguma pra mim com o tema comunidade. Os problemas encontrados são basicamente os mesmos na Caruaru de 2004, em João Pessoa de 2006 e novamente Caruaru de 2008 até o momento, períodos distintos da minha carreira… Na maioria dos bairros que recorre a imprensa para conseguir ajuda, falta a infraestrutura básica, como saneamento, calçamento, abastecimento de água e em algumas ainda não
se tem direito nem a energia elétrica.

Pois bem, o que mais um repórter ouve nesse tipo de reportagem é a célebre frase: “Eles só vêm aqui na época da eleição! ” se referindo a vereadores, prefeitos, governador e candidatos em geral. É aí que percebemos que a carência da população vai além da obra propriamente dita, o povo quer atenção!

 É fácil perceber que a atenção dada durante as campanhas eleitorais, dificilmente continua a mesma depois do pleito, até então normal, pois as atribuições e o trabalho mudam e aumentam. Alguns até tentam, mas a cobrança na rua é tanta que as vezes é melhor deixar a “visitinha” pra depois. Mas se candidatos eleitos dedicassem parte do seu tempo, todos os dias para fazer uma visita, sem pirotecnia, sem tom de discurso apenas pra saber se as expectativas estão sendo correspondidas, o que está faltando, o que é mais urgente para determinada comunidade o até mesmo explicar porque algo prometido ainda não foi feito ou pedido, provavelmente esse tipo de queixa diminuiria bastante e muitos não seriam considerados políticos interesseiros que só procuram o eleitor na época em que eles têm algo valioso para ofertar, o voto!

Queiroz se encontra com Eduardo e diz: “Quem tem um aliado como Eduardo deve ficar tranquilo”

Discurso de Zé Queiroz diante do Fogo Amigo é de confiança

Em meio ao turbilhão causado com as declarações de João Lyra Neto, o prefeito Zé Queiroz está evitando polêmicas e não trata publicamente sobre o assunto. Mas, segundo o jornalista Inaldo Sampaio um encontro entre o prefeito de Caruaru e o governador Eduardo Campos deixou o pedetista pra lá de otimista. De acordo com reportagem publicada no blog do jornalista, Queiroz definiu como “extraordinária” a conversa que teve sexta-feira passada com o socialista. “Tudo o que posso declarar é que o governador atendeu de imediato todas as reivindicações que eu lhe fiz”, afirmou o prefeito.

Ainda de acordo com o jornalista, o assunto eleição de 2012 também foi abordado. “Fizemos uma avaliação do quadro e o governador me disse que eu ficasse tranquilo. E quem tem um aliado da qualidade dele, com 86%  de aprovação dos pernambucanos, tem que estar tranqüilo mesmo”. Uma fonte do Palácio Jayme Nejaim que pediu reserva garantiu que em breve Eduardo volta a Caruaru para anunciar novos empreendimentos. “Pedimos cinco e o governador nos dá dez. Se pedimos 20 vem 40, todas as solicitações foram cumpridas, então temos a certeza que no fim estaremos juntos”, disse a fonte que pediu reserva.

Sem tetos iniciam campanha Natal sem Fome em Shopping

Foi a primeira vez que integrantes do MTST entraram num shopping

O último sábado foi palco da abertura oficial da Campanha Natal Sem Fome do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto de Caruaru. Dezenas de famílias ocuparam pacificamente o Shopping de forma simbólica. O público de início demostrou surpresa e em alguns casos espanto, já que todos os componentes estavam padronizados com o boné do movimento. Os integrantes (a maioria mulheres e crianças) nunca tinham entrado num shopping e também ficaram extasiados diante da ornamentação do local.

Foram distribuídos material promocional da campanha e ofícios timbrados do movimento. Em todas as lojas que a direção do movimento entrou para entregar o ofício houve boa acolhida. Outros atos semelhantes ainda serão realizados para sensibilizar a população para participar da campanha. O MTST-PE reúne 15.500 famílias em torno da luta pela moradia adequada e melhoria da condição de vida destas comunidades que, em sua maioria, ocupam espaços precários como ambientes de moradia que desrespeitam cotidianamente os direitos humanos.

Novela do Fogo Amigo: João Lyra diz que não há diálogo no PDT

João Lyra disse que a última reunião com Queiroz foi em 2009

Um dia após a divulgação de uma pesquisa que aponta números positivos sobre a gestão do prefeito Zé Queiroz o vice-governador, João Lyra Neto, voltou a jogar lenha na fogueira. Em entrevista ao Diario de Pernambuco, ele disse que não existe diálogo entre ele e o prefeito Queiroz, que é o presidente estadual da legenda. “Não tenho contato com o partido. Sou vice-governador há cinco anos e não sou convidado para nada, para nenhuma reunião do PDT. Depois que José Queiroz assumiu a prefeitura, só tive uma reunião política com ele, e mesmo assim, foi em outubro de 2009 para falar sobre gestão”, disse João Lyra a repórter Cláudia Elói.

As críticas de João Lyra ao presidente do PDT não pararam por aí. Ele disse não ter conhecimento sobre a possibilidade de o partido lançar candidatura no Recife. “Queiroz nunca conversou comigo sobre isso. Só sei pelos jornais. Não sei nem quem é o presidente do PDT no Recife”, disse. A reportagem informou ainda que o prefeito de Caruaru pediu para João Lyra gravar uma inserção para o vídeo institucional, mas que o vice-governador teria se recusado a gravar o depoimento.  O clima entre os dois é tão pesado que ambos se restringem a cumprimentos nas solenidades.

 

Ciro Gomes terá participação em programa na Rede TV!

O ex-deputado e ex-governador do Ceará, Ciro Gomes, vai sair do ostracismo em breve. O político que obedeceu ao presidente Lula e se filiou antes da última eleição no Estado de São Paulo vai participar de um novo programa de TV. O próprio Ciro informou ao blog No Pátio (CE), que vai  fazer parte da equipe do novo programa do jornalista Kennedy Alencar na Rede TV! chamado “Tema Quente”.

Falastrão e sem papas na língua, o ex-deputado terá a televisão para apresentar críticas e análises e como é bom de fala, deve incomodar demais, principalmente por ser daqueles que não pensa antes de falar. Uma coisa é certa, vai ter muita repercussão o que ele abordar no programa.

Diogo Moraes reforça que não exigiu nada para fazer aliança com Edson Vieira

Durante entrevista em emissora de rádio de Santa Cruz do Capibaribe, na sexta-feira (9), o deputado estadual Diogo Moraes (PSB), comentou sobre união com o grupo do deputado estadual Edson Vieira (PSDB). Apesar de atuarem em  siglas adversárias, há cerca de dois meses os dois deputados confirmaram oficialmente a parceria, visando as eleições municipais de 2012, em que Edson pode sair candidato a prefeito.

Diogo reiterou que não está aliado a Edson em troca de benefícios políticos, e que apenas exigiu que o grupo formado com o tucano tivesse o compromisso de planejar Santa Cruz, para vencer as eleições, executar um plano de trabalho ligado ao governo estadual a fim de trazer desenvolvimento ao município, que Diogo citou como “sua terra”.

Um dos críticos da união entre o socialista e o tucano é o deputado federal José Augusto Maia (PTB). Em nota enviada à imprensa recentemente, ele disparou contra a aliança, afirmando que não passava de um engodo para Edson se fortalecer no quadro político da cidade e conseguir benefício próprio. Especula-se na cidade que esses ataques sejam uma reação à saída do PSB e do PDT da base do governo municipal.

Assista o vídeo com trecho da entrevista de Diogo Moraes, publicado no Blog do Melqui e Diário da Sulanca

 


 

Fonte do vídeo: G2 Comunicação

Petistas e tucanos: Veja e CartaCapital em campos opostos

Para  jornalistas, estudantes de jornalismo ou curiosos sobre o tema, vale a pena ler essa reportagem de Fábio de Melo. Um assunto que há vários meses mostra como essas duas revistas têm opiniões distintas sobre os dois principais partidos brasileiros. Abaixo segue o texto.

Por Fábio Melo do Congresso em Foco

Com linhas editoriais diametralmente opostas, as revistas Veja e CartaCapital estampam em suas capas deste fim de semana escândalos políticos que, em que pesem seus respectivos contextos históricos, envolvem os dois partidos que se revezam no poder há quase duas décadas.  Enquanto Veja destaca um caso de fraude na CPI dos Correios, que abalou a República em 2005 com o episódio do mensalão, CartaCapital centra fogo em livro recém-lançado pelo jornalista Amury Ribeiro Júnior, que expõe as vísceras do ninho tucano à época do governo Fernando Henrique Cardoso (1995-2003).

Sob o título de capa “A trama dos falsários”, o material publicado por Veja traz o flagra feito pela Polícia Federal, em escuta telefônica autorizada pela Justiça, de uma fraude que teria como objetivo atribuir a culpa do mensalão aos adversários do PT. No grampo, o estelionatário Nilton Monteiro, preso por falsificação de notas promissórias, é flagrado “cobrando pagamento e proteção dos deputados petistas que o contrataram para forjar provas contra adversários tucanos”, como registra frase de capa destacada abaixo de trecho de um diálogo entre o contraventor e um assessor do deputado petista Rogério Correia.

“No começo de 2006, a chamada Lista de Furnas quase enterrou a CPI dos Correios, que investigava o mensalão, maior escândalo do petismo. O documento elencava doações irregulares de campanha, no valor de 40 milhões de reais, a adversários do governo Lula, e serviria para mostrar que práticas escusas de financiamento não eram adotadas apenas pelo partido do presidente, mas seriam comuns a todas a legendas. Poucas semanas depois, porém, descobriu-se que a tal lista não passava de grosseira falsificação. (…) VEJA teve acesso a conversas gravadas pela Polícia Federal com autorização judicial, no primeiro semestre de 2006. Elas evidenciam que o estelionatário Nilton Monteiro – preso em outubro deste ano por forjar notas promissórias – agiu sob os auspícios dos deputados Rogério Correia e Agostinho Valente (hoje no PDT) com o objetivo de fabricar a lista. Há diálogos seguidos entre Monteiro e Simeão de Oliveira, braço direito de Rogério Correia”, registra a reportagem intitulada “PT usou estelionatário para desencaminhar CPI dos Correios”, matéria cuja arte de capa mostra um homem ao telefone, com broche do PT na lapela do terno e rosto escondido por um sombreado que sugere a obscuridade da ligação.

Já CartaCapital escancara em sua capa a manchete “O escândalo Serra”, com foto de um meditabundo presidenciável tucano, mãos entrelaçadas sob o queixo e olhos fechados. A revista relata episódios registrados no livro A privataria tucana, “resultado de 12 de trabalho do premiado repórter” Amaury Ribeiro Júnior em que, segundo a revista, lançam-se luzes “sobre as falcatruas das privatizações do governo Fernando Henrique Cardoso”.

Lembrando que Amaury foi indiciado pela PF, durante a corrida presidencial do ano passado, por integrar grupo disposto a quebrar sigilos fiscal e bancário de tucanos, CartaCapital em seguida destaca que o livro de 343 páginas registra “documentos inéditos de lavagem de dinheiro e pagamento de propina, todos recolhidos em fontes públicas, entre elas os arquivos da CPI do Banestado”.

“José Serra é o personagem central dessa história. Amigos e parentes do ex-governador paulista operaram um complexo sistema de maracutaias financeiras que prosperou no auge do processo de privatização”, diz a publicação semanal, que elenca casos diversos da “privataria tucana” e menciona personagens como Verônica Serra, filha do ex-governador de São Paulo; Ricardo Sérgio de Oliveira, diretor da área internacional do Banco do Brasil; e Verônica Dantas, irmão do banqueiro Daniel Dantas, preso e processado em 2008 por diversos crimes no âmbito da Operação Satiagraha, da PF.

Confira aqui o material de ambas as revistas.

Campanha do desarmamento será lançada nessa segunda

A partir de amanhã o Agreste de Pernambuco entra mais uma vez na rota do desarmamento. A campanha será lançada no Fórum de Caruaru e até o dia 22 desse mês, a sala da Defensoria Pública ficará a disposição das pessoas que desejam entregar armas de fogo voluntariamente. A Campanha será feita pela Polícia Federal em parceria com a SDS, Defensoria Pública e Poder Judiciário. É mais uma ação capitaneada pelo Pacto pela Vida para reduzir os índices de violência no interior de Pernambuco.

Movimento é intenso na feira da sulanca

Como já era previsto é grande o movimento no Parque 18 de Maio. O ritmo é frenético, são carros, compradores e lojas abrindo as portas. Para muitos sulanqueiros, a feira que estava prevista para começar amanhã deve ser a melhor do ano. São mais de 20 mil feirantes que irão hoje e amanhã ter o seu 13° salário. A economia do Nordeste será movimentada nesses dois dias, afinal estarão em Caruaru compradores de todos os Estados para revender as peças nos seus locais de origem.

Segundo a prefeitura de Caruaru, as feiras de dezembro foram antecipadas para a segunda devido ao volume de negócios. A mudança temporária passou a valer a partir da terceira semana de novembro e encerrará na última de dezembro.

O trânsito já é intenso no Parque 18 de maio