Gilmar Mendes cita a si próprio ao falar de trabalho escravo

Gilmar

Gilmar Mendes diz que trabalho escravo não pode ser discutido de forma ‘partidarizada’ ou ‘ideologizada’. O ministro do STF disse que esse assunto é polêmico e deve ser discutido sob o ponto de vista técnico e objetivo. Ao comentar o assunto, ele disse ter uma jornada exaustiva, mas ele não considera trabalho escravo.

Instalação de vidro gera polêmica na Câmara de Caruaru

Vidro Câmara

O presidente da Câmara de Caruaru, vereador Lula Tôrres, decidiu instalar um vidro que causou uma dor de cabeça para ele e assessores mais próximos. O vidro divide a galeria, onde ficam as pessoas que acompanham as votações na Casa e o plenário, local onde ficam os 22 vereadores e a vereadora.

Em entrevista a imprensa, o vereador que a questão envolve segurança, já que a Câmara comprou 23 computadores e os mesmos serão instalados de forma permanente nos locais destinados aos parlamentares. O vidro gerou críticas da população. Para muitos, o vidro cria uma distância entre vereadores, considerados os políticos mais próximos do povo e os eleitores.

Um assessor próximo ao presidente Lula Tôrres informou que diante da polêmica, ele já estuda retirar o vidro. Já o vereador Daniel Finizola vai pedir, de forma oficial, que o vidro seja retirado.

Mais uma vitória de Temer na Câmara dos Deputados 


A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados aprovou relatório do deputado Bonifácio Andrada (PSDB-MG) que recomenda a rejeição da denúncia contra o presidente Michel Temer por organização criminosa e obstrução de Justiça. Por 39 votos a 26 e uma abstenção, prevaleceu o entendimento de que a acusação da Procuradoria-Geral da República não deve prosperar por falta de provas. 

Para garantir votos contra Temer, PSB muda lideranças; pernambucanos na composição 

Com o apoio de 21 parlamentares, Julio Delgado (PSB-MG) assumiu a liderança e já mudou a composição dos membros titulares da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), onde acontecerá a votação da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer. 

Em lugar de Danilo Forte (CE) e Fábio Garcia (MT), tornam-se titulares Danilo Cabral (PE) e Hugo Leal (RJ). Os outros titulares do partido são Tadeu Alencar (PE) e o próprio Delgado.

A mudança garante quatro votos do PSB no colegiado favoráveis ao prosseguimento da denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra Temer e os ministros Eliseu Padilha e Moreira Franco, conforme posicionamento definido pelo Diretório Nacional do partido. 
A substituição da líder também foi recomendada pela unanimidade dos integrantes do Diretório Nacional, nesta segunda-feira (16), já que a deputada não havia feito as substituições na CCJ, de acordo com a orientação anterior do colegiado.

Temer exonera ministros pernambucanos; decisão pode garantir votos a favor do presidente na CCJ


Os ministros Raul Jungmann (Defesa) e Fernando Coelho Filho (Minas e Energia) foram exonerados, nesta quarta-feira (18), pelo presidente da República, Michel Temer. Os dois voltam a assumir temporariamente os mandatos na Câmara dos Deputados.

De acordo com o Planalto, os dois voltaram ao parlamento para a apresentação de emendas. No entanto, os suplentes dos ministros exonerados são os deputados Severino Ninho e Creuza Pereira, ambos do PSB pernambucano e críticos do governo. Na avaliação de parlamentares da oposição, essa é mais uma manobra de Michel Temer para garantir votos a favor dele, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).
A manobra feita antes da votação da segunda denuncia contra Temer pode interferir nos planos do PSB, que está dividido sobre o prosseguimento ou não da denúncia, na Casa.
O partido também que garantir a presença de Danilo Forte (PSB-CE) e Fábio Garcia (PSB-MT) como titulares na CCJ. Para reagir à decisão de Temer, durante a tarde desta quarta-feira (18), o PSB destituiu a deputada Tereza Cristina (PSB -MS) da presidência da bancada e no lugar dela, assumiu o deputado Júlio Delgado (PSB-MG). A substituição deve ser mantida pelo menos até o fim da segunda denúncia contra o presidente da República.

MPF denuncia Nuzman e mais três por corrupção passiva e organização criminosa

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou nesta quarta-feira (18) o ex-presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) Carlos Arthur Nuzman por corrupção passiva e organização criminosa. Além dele, o ex-diretor de operações e marketing do COB Leonardo Gryner, o ex-governador do Rio Sérgio Cabral e o empresário Arthur Cesar Filho, conhecido como “Rei Arthur”, também são acusados pelos crimes. Segundo o MPF, os envolvidos teriam praticado corrupção passiva e suborno para a escolha do Rio de Janeiro como sede das Olimpíadas.

As investigações apontam que Nuzman teve participação direta na compra de votos de membros do Comitê Olímpico Internacional (COI) para a eleição do Rio de Janeiro e que teria sido o responsável por interligar corruptos e corruptores.

Além disso, o MPF acusa o ex-presidente do COB de dissimular a propriedade e a origem de 16 quilos de ouro. No caso de Cabral, os investigadores dizem que o ex-governador atuou em um “engenhoso envio de recursos de propina para o exterior”. Até o momento, as investigações resultaram em 18 ações penais.

Força-tarefa Bancos prende suspeitos e evita assalto a carro-forte

foto-banco-riacho-das-almas

Integrantes da Força-tarefa Bancos prenderam, na manhã desta quarta-feira (18), no Sertão pernambucano, suspeitos de assaltos a carro-forte e apreenderam armas de grosso calibre. Os detalhes dessa ação policial serão apresentados às 15h, na Delegacia Seccional de Floresta.

Segundo informações preliminares, houve confronto, no Sítio Quixaba 1, a 15 km de Salgueiro, entre as polícias e seis bandidos, utilizando dois veículos. Dois suspeitos morreram em troca de tiros e dois foram presos, entre eles o chefe da quadrilha. Outros dois estão sendo rastreados pela Caatinga, pois a operação está em curso. Quatro fuzis foram capturados pela polícia.

Até essas prisões, já eram mais de 220 praticantes dessa modalidade capturados pelas forças de segurança de Pernambuco. Com isso, 30 quadrilhas, com atuações em diversos estados da federação, foram desbaratadas. Em setembro deste ano, houve duas investidas consumadas a instituições financeiras, sendo um carro-forte e uma agência bancária, contra 9 no mês anterior (3 carros fortes, 3 agências e 3 caixas eletrônicos).

A queda total de 78% tem relação com a atuação da Força-tarefa, reformulada recentemente pelo secretário Antônio de Pádua, em portaria publicada no dia 31 de Agosto, no Boletim Geral da SDS. Com isso, passaram a fazer parte do grupo de trabalho, além das operativas do Estado, as polícias Federal, Rodoviária Federal e Exército.

Multas de trânsito poderão ser pagas com cartão de débito e parceladas com cartão de crédito

Carros

A partir de agora, os órgãos e entidades integrantes do Sistema Nacional de Trânsito (SNT) estão autorizados a arrecadar as multas de trânsito e demais débitos relativos ao veículo por meio de cartões de débito ou crédito, disponibilizando aos infratores ou proprietários de veículos, alternativas para quitar seus débitos à vista ou em parcelas mensais. Anteriormente, somente as multas aplicadas em veículos registrados no exterior poderiam ser arrecadadas com cartões de débito ou crédito.

A iniciativa foi regulamentada pela Resolução nº 697, do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) publicada nesta quarta-feira, (18) no Diário Oficial da União, que altera a Resolução CONTRAN nº 619, de 2016, que proibia o parcelamento das multas de trânsito.

O parcelamento será realizado por meio de cartão de crédito, gerando o compromisso financeiro entre o titular do cartão e a Administradora do Cartão de Crédito. A ideia é reduzir a inadimplência relativa ao pagamento das multas de trânsito e demais débitos relativos ao veículo junto aos diversos órgãos e entidades integrantes do Sistema Nacional de Trânsito.

Com o parcelamento por meio do cartão de crédito, as empresas que operam como adquirentes ou subadquirentes de cartões de crédito deverão realizar a quitação das multas à vista junto ao órgão de trânsito, assumindo o risco da operação junto ao titular do cartão. Caberá a cada órgão de trânsito implementar a medida.

Fernando a favor, Humberto contra; Armando não foi

Fernando

Dos três senadores de Pernambuco, um votou a favor de Aécio Neves – o peemedebista Fernando Bezerra Coelho – outro, Humberto Costa (PT), votou e trabalhou contra o tucano e o terceiro, Armando Monteiro Neto (PTB), não participou da votação por se encontrar em viagem oficial aos Emirados Árabes representando o Senado juntamente com o senador Cristovam Buarque (PPS-DF). Dos 81 senadores que integram a Casa, nove não compareceram à sessão e dois não votaram – Eunício Oliveira (PMDB-CE), na condição de presidente, e Aécio Neves (PSDB-MG), afastado.

Manifestantes bloqueiam trecho da BR-232 em Caruaru

Protesto

Do G1 Caruaru

Manifestantes bloquearam na manhã desta quarta-feira (18) os dois sentidos de um trecho da BR-232 em Caruaru, Agreste de Pernambuco. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), cerca de 300 pessoas participam do ato.

O G1 tentou, mas não conseguiu entrar em contato com nenhum manifestante que está no local.

Ainda segundo a PRF, o grupo protesta contra o governo do presidente Michel Temer, e a decisão contrária ao afastamento do senador Aécio Neves.

Participam do protesto o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Central Única dos Trabalhadores (CUT), Federação dos Trabalhadores na Agricultura de Pernambuco (Fetape) e Confederação Nacional dos Trabalhadores da Agricultura (Contag).